FOLIA COM RESPEITO 17/02/2020 17h01

Bailinho da Borges teve ações da campanha "Não é Não!"

Objetivo é combater o crime de assédio através da conscientização

A campanha “Não é Não!”, movimento nacional que tem como objetivo de dar visibilidade e combater os casos de assédio ocorreu em Santa Cruz do Sul neste sábado, 15, durante o Bailinho de Carnaval da Borges. Na segunda edição do carnaval de rua, que reuniu cerca de 12 mil pessoas, foram distribuídos abanadores com mensagens educativas de prevenção ao crime de assédio. Além disso, os participantes receberam um carimbo temporário com o slogan da campanha “Não é Não”.

Uma das entusiastas da ação, ex-soberana da Oktoberfest e diretora de ensino do CFC Intelligence, Thartieri Assmann, diz que ficou feliz pela aceitação do público com a ação. “Já esperávamos um feedback positivo das pessoas, mas confesso que o grande sucesso superou todas as expectativas”, observa.

Gabriele Scherer deu destaque à campanha em suas redes sociais | Foto: Reprodução / Instagram

Ela espera que outras instituições abracem a causa e mais ações desse tipo aconteçam na cidade. “O primeiro passo foi dado, agora ficamos na torcida para que a ideia se expanda”. A ação, que teve apoio do CFC intelligence, abordou cerca de quatro mil pessoas durante o evento.

LEIA MAIS:
FOTOS: Bailinho da Borges recebe 12 mil pessoas em noite de música e cultura
Confira os vencedores do Concurso de Fantasias do Bailinho da Borges


Assédio
O crime de assédio sexual é comum o ano inteiro e em todos os períodos, mas é intensificado em grandes eventos, principalmente pela falsa sensação de que “tudo é permitido”. A mensagem “Não é Não!” é simples e clara, mas ainda muito necessária. Os casos de assédio podem ser denunciados através da Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, pelo telefone 180.

LEIA MAIS:
Segundo pesquisa, 19% das empresas combatem violência contra a mulher
Por que as mulheres ainda são minoria na política?