A importância dos cães na infância da criança

03/03/2020 13:47:20
Foto: Divulgação

Planejar o aumento da família com a vinda de bebê pode fazer com que os futuros pais tenham que lidar com um dilema: é ideal ter um animal de estimação com crianças pequenas?

Segundo a veterinária Thaís Matos, da DogHero, os cães podem contribuir muito para o desenvolvimento da criança, além de auxiliar na melhora e proteção da saúde delas, produzindo benefícios que vão acompanhá-las por toda a vida: "O contato saudável com animais desde cedo faz com que o sistema imunológico dos pequenos se fortaleça e fique bem menos propenso a condições como alergias crônicas e até mesmo asma", comenta a especialista.

Ter um pet na infância da criança também irá contribuir para as habilidades sociais, como ensiná-la a lidar melhor com as emoções. No entanto, lembra a especialista, o desafio ao decidir ter um amigo de quatro patas é saber como integrá-los com os bebês para que tudo ocorra bem na rotina da casa. Antes de adotar um cão na família, os pais e mães devem estar atentos a alguns pontos como idade, saúde das crianças e ter senso de responsabilidade, pois o pet irá demandar tempo, dinheiro e atenção.

Caso a família já tenha um amigo de quatro patas e chegará um bebê em breve, os pais devem preparar o terreno. É importante que o cão não associe o bebê com momentos e coisas negativas e, para evitar que isso aconteça, é necessário fazer uma mudança gradual na rotina do pet. "Após a montagem do quarto do bebê, por exemplo, é interessante deixar que o cão fareja e conheça o ambiente sempre na presença dos pais", comenta a especialista.

Postado por MICHELLE TREICHEL- michelle@gazetadosul.com.br
Gazeta Grupo de Comunicações
Rua Ramiro Barcelos, 1206 | Santa Cruz do Sul - RS
(51) 3715-7800 | portal@gaz.com.br
Desenvolvido e Mantido por
Equipe de TI Gazeta Grupo de Comunicações