Compartilhando as novidades com o papai

17/02/2020 17:20:26
Foto: Divulgação

Fábio e eu sempre compartilhamos o sonho de ter dois filhos. Nos últimos anos, também precisamos compartilhar a tristeza das tentativas frustradas. No entanto, sempre soubemos que tudo daria certo e não desistimos de dar um mano ou mana para o Gustavo. No dia em que descobri que estava grávida de novo, não teve muito mistério ou surpresa.

Fiz o teste caseiro no meu intervalo, após ter tido muita azia e dor no estômago pela manhã. O ciclo não estava muito regular, por isso inicialmente não desconfiei dos dois dias do atraso: até aquele dia 14 de outubro. Quando o Fábio voltou do treino, eu estava inchada de tanto chorar, um misto de alegria, medo, ansiedade... E foi assim que ele soube.

Nas semanas seguintes este foi um segredo nosso, compartilhado basicamente apenas com o meu obstetra, o doutor Leandro Assmann. Os sentimentos mais confusos passam pelas cabeças de pai e mãe durante esta fase, mas o jeito era esperar e torcer para que tudo desse certo. E foi exatamente isso que fizemos, todos os dias e noites!

Deixei para fazer a primeira ecografia algumas semanas depois, para que pudesse já ver e ouvir o bebê. Meu coração parecia que sairia pela boca, mas felizmente deu tudo certo. No dia seguinte, fiz a primeira bateria de exames de sangue e aproveitei para fazer a sexagem fetal que apontou a vinda da nossa menina.

Daí, sim, teve sapatinho rosa e cartão fofo para contar para o papai. Quem deu o presente? Não poderia ser outra pessoa, senão nosso Gus. Agora nosso mundo também é rosa!

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Postado por MICHELLE TREICHEL- michelle@gazetadosul.com.br
Gazeta Grupo de Comunicações
Rua Ramiro Barcelos, 1206 | Santa Cruz do Sul - RS
(51) 3715-7800 | portal@gaz.com.br
Desenvolvido e Mantido por
Equipe de TI Gazeta Grupo de Comunicações