Como viajar gastando apenas o necessário no feriado de Carnaval

03/02/2019 14:57:50
Foto: Divulgação

Tendo em vista o Carnaval de 2019, marcado para o dia 5 de março e que irá garantir cinco dias de folga seguidos para muitas pessoas, o Cuponation, plataforma de descontos online pertencente à alemã Global Savings Group, realizou um estudo com os destinos mais procurados para quem quer curtir ou descansar, além de dar dicas de como economizar viajando durante os dias de um dos eventos mais esperados do ano.

Com dados de uma pesquisa produzida em 2018 pela plataforma de pesquisa Opinion Box, o Cuponation descobriu que 34% dos entrevistados pretendem curtir o feriado de Carnaval. Desse grupo, 26% vão viajar para aproveitar festas. A pesquisa também apontou que os melhores destinos para passar o Carnaval são Rio de Janeiro, Salvador, Recife e São Paulo. 

Para os 66% que desejam descansar e os 26% que visam uma viagem sossegada, o destino mais procurado para a folga prolongada em 2019 é o Nordeste, como Ceará, Pernambuco e Bahia, segundo o buscador de viagens Skyscanner. O buscador ainda mostrou que 70% dos entrevistados buscam por passeios nacionais. 

Economizar é sempre um desafio quando se trata de viajar, seja sozinho ou em grupo. A falta de dinheiro é o principal motivo dos 52% que acabam ficando em casa. Sendo assim, veja algumas dicas de como fazer economia durante as folgas.

1. Hospedagem

Uma boa ideia seria trocar sua hospedagem em hotel por um hostel ou um camping, principalmente em viagens em grupo, fazendo as despesas nesse quesito caírem até mais da metade do preço. Para quem deseja economizar ainda mais, é possível se hospedar em casas de moradores locais gratuitamente, agendando uma reserva por sites e aplicativos próprios para esse sistema. Fechar a reserva antecipadamente ou no local pode sair mais barato também. Caso opte pelo conforto que um hotel oferece, busque por opções como ofertas fora de temporada ou tente usar cupons de desconto próprios para pagar menos na hora de fechar a reserva.

2. Alimentação

Comer em restaurantes locais e experimentar especiarias não têm preço. Entretanto,para quem deseja economizar uma ótima solução seria hospedagens com “cozinha liberada”, ou seja, um espaço para que você possa fazer sua própria comida durante a viagem ou uma hospedagem que ofereça refeições com o valor já incluso na reserva. Levar aperitivos e bebidas durante os passeios evita gastos adicionais também.

3. Deslocamento

Deslocamento é um dos casos com que mais se gasta, portanto, é sempre necessário conhecer opções locais que podem sair mais baratas. Além do uso comum de ônibus e vans, uma prática famosa é usar aplicativos como BlablaCar e Uber para dividir os custos da corrida com outras pessoas. Nessas opções o uso de cupons de desconto também são válidas, assim como em companhias aéreas que permitem o uso do sistema de milhas para pagar a passagem. Outra opção é o uso de bicicletas entre os passeios - e para quem deseja economizar ainda mais, considere caminhar até o local desejado.

4. Passeios 

A melhor forma de economizar em passeios é fazer uma boa pesquisa antes e realizá-los por conta própria, não precisando gastar com agências de viagem. Caso prefira um guia no seu passeio, opte por escolher uma agência na cidade em que estará ao invés de contratar um guia de uma agência de uma cidade vizinha. Quanto mais perto do passeio essa agência ficar, mais caro ela cobrará. Uma boa dica é não fechar os passeios com antecedência, pois assim como a hospedagem, há mais chances de pechinchar e conseguir um desconto fechando na hora da excursão. Lembre-se também de sempre perguntar sobre descontos, como meia-entrada para estudantes, crianças e idosos na hora de realizar a visita às atrações turísticas, que podem ficar mais caras durante período de férias e feriados.

5. Tenha em mente o quanto pretende gastar

Muitas vezes o melhor jeito de não gastar mais do que pode é levando uma quantia exata ou aproximada a qual se pretende gastar na viagem. Não levar cartão de crédito também ajuda na hora de economizar, pois não haverá a possibilidade de fazer gastos adicionais e pagar no mês seguinte. Além disso, é sempre bom perguntar a si mesmo se “realmente precisa disso”. Assim, as chances de comprar algo desnecessário serão menores.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Postado por
Gazeta Grupo de Comunicações
Rua Ramiro Barcelos, 1206 | Santa Cruz do Sul - RS
(51) 3715-7800 | portal@gaz.com.br
Desenvolvido e Mantido por
Equipe de TI Gazeta Grupo de Comunicações