Ibarama 19/12/2018 07h52 Atualizado às 18h07

Região se mobiliza para ajudar o pequeno Heitor

Diversas ações e campanhas já estão sendo idealizadas para ajudar a custear a compra de medicamentos e aparelhos

Numa região cuja população total equivale a de um município de porte médio, é comum que as pessoas conheçam mais umas as outras. E também costumam abraçar com dedicação causas solidárias. É o que está acontecendo há cerca de uma semana, quando o caso do pequeno Heitor de Vargas, de apenas cinco meses, veio a público através dos veículos de comunicação e das redes sociais. A comunidade rapidamente se mobilizou para ajudá-lo.

Diagnosticado em novembro com uma doença rara e degenerativa – a Atrofia Muscular Espinhal (AME) - tipo 1 –, Heitor necessita de quatro doses de um remédio importado, cujo valor é de R$ 364 mil cada um. Ele também necessita de dois aparelhos para auxiliar na respiração e secreção do pulmão que, juntos, custam cerca de R$ 60 mil. Somados, os valores ultrapassam R$ 1,5 milhão.

A história da família de Heitor, que reside em Lajeado da Gringa, interior de Ibarama, sensibilizou a região. Empresas, escolas, entidades, profissionais liberais e a população em geral: todos estão se engajando para arrecadar o valor necessário para o bebê, em uma enorme rede de solidariedade. Há três contas bancárias que foram abertas para que as pessoas possam depositar (qualquer valor é bem-vindo) e também foi criado uma página no site Vakinha, também para buscar fundos (clique aqui para ajudar).

LEIA MAIS: Bebê de Ibarama precisa de remédio que custa R$ 364 mil a dose

No final de semana, a Oficina do Estudo, em parceria com o Projeto Arte e Cidadania, realizou um pedágio solidário no Centro de Sobradinho, arrecadando R$ 3.792.60 somente em uma manhã. A Secretaria de Assistência Social de Ibarama também está com uma rifa para venda, cujo valor será destinado à família de Heitor. Já no sábado, 22, haverá uma galinhada solidária promovida pela Corsan – Unidade de Sobradinho, na sede da instituição. O valor da ficha é de R$ 15,00 por pessoa.

A família também aceita doações de roupas, calçados, brinquedos e objetos em geral, que serão organizados e vendidos em um brechó beneficente, cuja data será definida. Pelas redes sociais, há também a mobilização de pessoas de municípios de fora do Centro Serra, como Sapucaia do Sul, Agudo, Carlos Barbosa e Santa Maria.

Como ajudar
Quem quiser ajudar, pode doar por meio de uma vaquina online disponível em www.vakinha.com.br. Já as doações em dinheiro podem ser feitas pelas seguintes contas.

Banco do Brasil – Agência: 0808-7 – Conta: 28.927-2 – CPF: 011.170.360.30 (Heitor de Vargas)
Banrisul – Agência: 1054 – Conta: 39.102736.0-2 - CPF: 030.873.390.83 - Heitor de Vargas
Sicredi – Agência: 0403 – Conta: 59736-8 - CPF: 030.873.390.83 - Heitor de Vargas