Campo 10/01/2019 16h44 Atualizado às 10h14

Bolsa Juventude Rural contemplou quatro estudantes em Segredo

Alunos da Padre Affonso Diehl e Eeemat tiveram inscrições e acompanhamento feitos ao longo do ano pelo escritório municipal da Emater

Quatro estudantes do ensino médio de Segredo foram beneficiados, em 2018, pelo Programa Bolsa Juventude Rural, iniciativa da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural. Os contemplados foram Vanessa Kessller, Tamiris Mergen, Leonardo Pereira Bernardi e Silviane Brum, das localidades de Linha Pasa e Cerro Queimado. Eles estudam nas escolas Padre Affonso Diehl, de Segredo, e na Escola de Ensino Médio Arroio do Tigre (Eeemat).

Os jovens, todos alunos de baixa renda, tiveram suas inscrições efetuadas pelo escritório municipal da Emater/RS-Ascar de Segredo, que também fez a elaboração dos projetos e o acompanhamento da execução dos mesmos na propriedade rural. O projeto desenvolvido com os jovens e suas famílias foi o de implantação de hortas domésticas. Para tal, cada um construiu ou reformou sua horta e realizou a produção ou oaproveitamento de alimentos.

Conforme a extensionista social da Emater de Segredo, Lisandra Mergen, uma beneficiária também participou da comercialização pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). No decorrer do projeto, foram realizadas seis visitas para cada família contemplada, além de duas capacitações sobre o tema “horta”.


O programa

O Programa Bolsa Juventude Rural é uma politica pública da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural e tem por objetivo dar oportunidade e condições de acesso e permanência do jovem no ensino médio e de implantação de projetos produtivos sustentáveis, estimulando a sucessão nas propriedades rurais familiares. O auxílio, de R$ 200,00 mensais, é pago por um período de 10 meses.

A Bolsa Juventude Rural é destinada a estudantes do segundo e terceiro ano do ensino médio de escolas públicas estaduais. Para concorrer, os estudantes interessados precisam se enquadrar em requisitos, como ter entre 15 e 29 anos, ter Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) ativa, baixa renda bruta familiar e ter comprovação de frequência escolar.