Violência 27/08/2019 11h28 Atualizado às 16h09

Homem é preso após torturar ex-companheira em Sobradinho

Mulher foi mantida em cárcere privado durante dois dias

Um homem de 38 anos foi preso após agredir a ex-companheira no Bairro União, em Sobradinho, nessa segunda-feira, 26. Por dois dias, ele manteve a mulher em cárcere privado, submetendo-a a vários tipos de tortura na casa dele. Ela conseguiu fugir até a delegacia. O homem foi preso por tentativa de feminicídio, tortura e cárcere privado, sendo encaminhado ao Presídio de Sobradinho.

Conforme a delegada Graciela Foresti Chagas, a vítima, de 29 anos, conseguiu fugir no momento em que o criminoso dormiu. Ela pediu socorro e foi levada até a Delegacia de Polícia. Em depoimento, disse que os dois conviveram juntos, mas estavam separados. “Ela chegou coberta de hematomas, com o rosto desfigurado e marcas no pescoço, pois ele utilizou uma serrinha na região. Ele também ameaçava pregar os pés dela”, lembrou.

Na casa, os policiais civis constataram marcas de sangue nas paredes e apreenderam fios de luz com tufos de cabelo da vítima.

Além de tentar serrar o pescoço da mulher, o homem tentou eletrocutá-la. “Ela disse que ele desencapou um fio e colocou nos cabelos dela, mas na hora de ligar ocorreu uma pequena explosão e caiu a chave. Todo o tempo ele dizia que iria matá-la”, relatou. 

Segundo a delegada, a vítima foi ouvida em um primeiro momento, mas precisou ser encaminhada ao hospital. Ela já foi liberada. Nos próximos dias, ela deve ser ouvida novamente para fornecer mais detalhes. Outros depoimentos também devem ser colhidos. 

O acusado confessou os crimes e disse ter "exagerado". Ele segue no presídio.