CENTRO SERRA 28/10/2019 16h48 Atualizado às 19h45

ARISE doa veículo e placas fotovoltaicas a Arroio do Tigre

Doação faz parte de programa que visa melhorar as condições da rede municipal para garantir a educação de crianças e adolescentes e combater o trabalho infantil

O município de Arroio do Tigre vai receber como doação do Programa Alcançando a Redução do Trabalho Infantil pelo Suporte à Educação (ARISE), nesta terça-feira, 29, um veículo para a Secretaria da Educação e um equipamento fotovoltaico para geração de energia a ser destinado à Escola Municipal de Educação Infantil Santo Antônio. Desenvolvido pela ONG Winrock Internacional (WI) e pela Japan Tobacco International (JTI), o ARISE tem como objetivo estimular e contribuir para a melhoria da qualidade de ensino da rede pública municipal visando o combate ao trabalho infantil.

A entrega dos equipamentos será realizada, às 8h30, em uma cerimônia na sede da JTI, em Santa Cruz do Sul, com a presença do prefeito de Arroio do Tigre, Marciano Ravanello. "Além de ajudar a conscientizar a população sobre fontes de energia renováveis e não poluentes, essa doação firma o compromisso social da JTI com o desenvolvimento de ações em favor da conservação da biodiversidade e da erradicação do trabalho infantil por meio da melhoria na educação", afirma Paulo Saath, vice-presidente da operação do tabaco em folha da JTI Brasil.

O Trabalho Infantil 

Conforme dados de 2015 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PnadC), há no Brasil 2,7 milhões de crianças e adolescentes de cinco a 17 anos em situação de trabalho infantil. Já o município de Arroio do Tigre apresentava, pelos dados do Censo 2010, 626 crianças e adolescentes entre 10 e 15 anos trabalhando, o que corresponde a 47,7% da população nessa mesma faixa etária.

Uma realidade preocupante, visto que as crianças que trabalham, além de serem privadas de uma infância plena, com sonhos, brincadeiras e educação, carregam graves consequências para a vida adulta, como impactos físicos, psicológicos e econômicos. Por isso, a abordagem voltada à educação, do ARISE, é tão importante para garantir que os estudantes estejam protegidos do trabalho infantil. As ações do programa promovem o acesso à educação, à melhor infraestrutura nas escolas e geram a oportunidade de aprender diferentes atividades em aulas no contraturno escolar.

O Programa ARISE

Alcançando a Redução do Trabalho Infantil Pelo Suporte à Educação (ARISE) é um programa para ajudar a prevenir e eliminar o trabalho infantil em comunidades produtoras de tabaco em que a JTI desenvolve suas atividades. No Brasil, o ARISE começou a ser desenvolvido em fevereiro de 2012.

Os esforços se concentram nos municípios de Arroio do Tigre, Ibarama, Lagoa Bonita do Sul e Sobradinho. As escolas públicas desses municípios se tornaram os pontos de referência do Programa para o envolvimento com as comunidades.

O desafio lançado foi o de, por meio da colaboração, inspirar oportunidades que criassem novas tradições, com impacto sustentável e de longo prazo. Em 2017, por meio da JTI, foi estabelecida a parceria com a Organização Internacional de Empregadores (OIE) para compartilhar a experiência do ARISE na modalidade das melhores práticas com mais de 150 empresas e organizações de membros e empregadores. O Programa também passou a fazer parte do grupo técnico de trabalho da Iniciativa Internacional. No Brasil, no período de 2012 a 2018, o ARISE proporcionou:

  • Cerca de 4 mil crianças beneficiadas pelas atividades de contraturno nos municípios de Arroio do Tigre, Sobradinho, Ibarama e Lagoa Bonita do Sul;
  • Mais de 100 mil pessoas atingidas por campanhas e atividades de conscientização sobre trabalho infantil em 11 municípios do Rio Grande do Sul;
  • 2 mil crianças beneficiadas, em média por ano, pelas melhorias nas estruturas das escolas parceiras do ARISE. 
  • 300 professores capacitados e recapacitados, em média por ano, sobre o tema da erradicação do trabalho infantil;
  • 673 mães capacitadas em oficinas voltadas ao empreendedorismo e geração de renda, tais como cursos de panificação, compotas e geleias, artesanato e informática.

A Japan Tobacco International

A JTI é uma empresa líder no setor de tabaco, com distribuição de seus produtos em 130 países. É a proprietária tanto da Winston, a segunda marca de cigarros mais vendida no mundo, quanto da Camel fora dos Estados Unidos, e tem o maior volume de vendas de ambas as marcas. Outras marcas globais incluem a Mevius e a LD.

Com a sua internacionalmente reconhecida marca Logic, a JTI também é uma protagonista no mercado de cigarros eletrônicos e, desde 2011, com o Ploom, tem presença na categoria de cigarros aquecidos. Com sede em Genebra, na Suíça, a JTI emprega cerca de 40 mil pessoas e foi premiada como Top Employer Global por quatro anos consecutivos.

Em 2018, inaugurou no Brasil a sua primeira fábrica de cigarros da América Latina, com um investimento de mais de R$ 80 milhões em Santa Cruz do Sul (RS).