FUTSAL 22/06/2020 14h59 Atualizado às 15h20

Associação Esportiva Sobradinho aguarda definição sobre início da Série Ouro

Há uma previsão de que o campeonato retorne em 5 de setembro e seja disputado sem torcida nos ginásios

A pandemia do novo coronavírus também prejudicou os clubes de futsal, já que as competições foram interrompidas diante das medidas de distanciamento social e demais orientações de prevenção. Em entrevista ao programa Giro Regional, da Gazeta FM 98.1, na manhã desta segunda-feira, 22, o presidente da Associação Esportiva Sobradinho (AES), Amarildo Fardin, e o supervisor Leonardo Guimarães, destacaram que o futsal, em geral está passando por dificuldades.

O presidente da AES salientou que no início da pandemia foi necessário dispensar os jogadores que, segundo ele, receberam os salários do mês de março. “Esse ano foi sem contrato. Foi na palavra. Nós sentimos muito, mas não tínhamos o que fazer”, disse.

Fardin destacou que, em reunião com a Federação Gaúcha de Futsal, juntamente com representantes de outras equipes, ficou acertado que, possivelmente, a Série Ouro 2020 iniciará no dia 5 de setembro, com abertura em 22 de agosto em uma partida entre Assoeva x Bento Gonçalves Futsal.

A competição será dividida em duas chaves:
A: Assoeva, Bento Gonçalves Futsal, Rabelo, Ser Canoense; e
B: AES, União Independente, UFSM, São José e Paulista.

Os jogos deverão ser realizados com portões fechados. Conforme o presidente esta é apenas uma projeção, porque quatro das dez equipes não estariam dispostas a jogar com portões fechados.

LEIA MAIS: Reunião virtual define data de início para a Série Ouro

Sobre os projetos integrados pelo clube, Guimarães frisa que o desenvolvimento dessas iniciativas não param. Segundo ele, com o recurso do Pró-Esporte algumas despesas podem ser custeadas, já que não é possível empregar totalmente o recurso.

Novo projeto

Uma live será realizada no início do mês de julho para apresentar a situação da entidade. Na oportunidade será lançado um novo projeto de sócios, realizado por meio de um plano federal. Segundo Fardin, o projeto permite que parte do imposto de renda, em nível nacional, seja doado à entidade.

LEIA TAMBÉM: Decisão do Quiz do Esporte será na próxima quinta-feira