EDUCAÇÃO 15/10/2020 18h19 Atualizado às 19h02

“A aula para mim nunca foi um trabalho”, destaca professor de Sobradinho

No Dia do Professor, Rui Alves Correa, educador conhecido no município, recorda sua trajetória

No dia 15 de outubro é comemorado o Dia do Professor em todo o Brasil, uma data para homenagear e reconhecer aqueles que se doam em prol do ensino. Em homenagem à classe, fundamental para a sociedade, participou do programa Giro Regional da Gazeta FM 98.1, o conhecido professor de Sobradinho, Rui Alves Correa, 77 anos. Ele relatou as experiências e a sua visão da educação atual.

O educador recordou a trajetória quando ingressou na sala de aula como aluno, desde que entrou no ginásio. Estudou em colégio de padres, usou tablete de pedra como lousa e escreveu com lápis de pedra. Após concluir os estudos, Correa começou a lecionar. “Me fascina e me deixa feliz. A aula para mim nunca foi trabalho. Eu era funcionário na prefeitura e dava aula à noite. Se me perguntassem onde eu trabalhava, eu dizia que era na prefeitura. A aula era como férias para mim. Era uma alegria”, lembra.

Segundo Correa, em termos financeiros o professor nunca foi valorizado e infelizmente muitas vezes deixa de ser referência para a sociedade. No entanto, lembrou que todas as profissões passam pelo professor. De acordo com ele, a maioria das pessoas transferiram para o professor a missão de educar. “O professor ensina, mas a educação quem dá são às famílias. É algo que vem de casa. Se não vier com uma base, não tem professor que consiga endireitar no trajeto”, disse.

LEIA TAMBÉM: Dom Alberto oferece sessões online de relaxamento para professores

Sobre o futuro, Correa disse que é preciso que as pessoas aprendam juntas, troquem ideias e tenham humildade para compartilhar esse conhecimento, que pode gerar um crescimento coletivo dentro da comunidade. O professor destacou que não adianta querer mudar o Brasil se a mudança não iniciar dentro do município. “Nós vivemos em uma sociedade, somos sócios deste meio onde vivemos, somos coparticipantes e corresponsáveis. É esse o entendimento que basicamente todos tem que ter, iniciando pela educação”, disse.

Correa reforçou que o município precisa investir na educação, já que conforme ele, a mudança só é possível quando a educação for prioridade. Correa ainda deixou seu abraço e seu reconhecimento a todos os professores que dedicam suas vidas ao ensino.

LEIA TAMBÉM: Professora faz mochilas a partir de sacos de ração