Cinema 07/08/2019 23h25 Atualizado às 18h26

Histórias Assustadoras para Contar no Escuro estreia em Santa Cruz

Longa de terror está em cartaz a partir desta quinta-feira

A cidade de Mill Valley é assombrada há décadas pelos mistérios que envolvem o casarão da família Bellows. Em 1968, a jovem Sarah, uma garota problemática que mantinha um relacionamento ruim com os pais, foi ao porão para escrever um livro repleto de histórias macabras. Décadas mais tarde, um grupo de adolescentes descobre esse volume e passa a investigar o passado de Sarah. No entanto, as histórias do livro começam a se tornar reais.

Esse é o mote de Histórias Assustadoras para Contar no Escuro,que estreia nesta quinta-feira, 8, na Sala 2 do Cine Max Shopping Germânia, com sessões às 16h50 (dublada) e 21h30 (legendada). O filme dirigido por André Øvredal (de Polaroid e A Autópsia) poderia ser apenas mais um de terror, cheio de sustos, e tal, não fosse por um aspecto bastante significativo: ele é produzido por ninguém menos que Guillermo del Toro (de O Labirinto do Fauno e A Forma da Água).

Outro detalhe que andou chamando a atenção por estes dias tem a ver com a trilha sonora. Em um dos trailers de divulgação na internet, a cultuada cantora Lana Turner aparece fazendo um cover de Season of the Witch, do Donovan, canção que fez bastante sucesso no fim da década de 1960. O elenco é grande e conta com nomes como Gabriel Rush (de O Grande Hotel Budapeste), Dean Norris (de Breaking Bad) e Javier Botet (de It: a Coisa). A jovem Sarah é interpretada por Kathleen Pollard.

Del Toro envolveu-se diretamente na adaptação dos textos de Alvin Schwartz que deram origem ao filme. Schwartz, por sua vez, baseou-se em contos de folclore e lendas urbanas que há séculos aterrorizam crianças e adolescentes do mundo todo. No início dos anos de 1980, ele reuniu alguns desses relatos em uma série de livros que marcaram gerações. Originalmente ilustrado por Stephen Gammell, Histórias assustadoras para contar no escuro trazia textos e desenhos tão impactantes que pareciam sair das páginas diretamente para a imaginação dos leitores.

Em um vídeo de divulgação do filme, produtor e diretor comentam sobre a adaptação do universo de Schwartz e Gammell para o cinema. “A beleza dos livros é que eles têm a simplicidade de uma história de acampamento e passaram por três gerações. Eram histórias que me assustavam quando eu era criança e ainda são muito divertidas”, comenta Del Toro. Para Øvredal, “as ilustrações são o que há de mais assustador nos livros. Eu aprendi a ter muito respeito pelo material original, e o design das criaturas no filme foi muito fiel ao das ilustrações originais”.

Confira o trailer do filme: