Após eliminação 07/07/2018 10h40

Parte da seleção brasileira deixa hotel em Kazan; torcida dá força à equipe

Maioria dos jogadores não deve retornar ao Brasil no momento

Um caminhão estacionou na porta do Mirage Hotel, onde a seleção brasileira está hospedada em Kazan, na manhã deste sábado, 7, já tarde na Rússia, para carregar as malas da delegação brasileira ao aeroporto na viagem de volta para casa. O grupo deixará o local às 9h45 (de Brasília) com destino ao aeroporto. O voo de volta sairá às 11 horas, fará escala em Madri e chegará ao Rio de Janeiro às 5 horas deste domingo, 8. A maior parte dos atletas que moram fora do Brasil não voltarão ao país neste momento.

Alguns jogadores desembarcarão na capital da Espanha e outros optaram por voos próprios. O volante Fernandinho foi o primeiro atleta a deixar o hotel. Na sequência, desceram os goleiros Cássio e Alisson, o zagueiro Marquinhos, o lateral esquerdo Filipe Luís, os volantes Paulinho e Renato Augusto, e o atacante Firmino. Eles entraram em uma van que a Fifa dispõe às seleções com destino ao aeroporto.

Os atletas foram aplaudidos por cerca de 30 torcedores que compareceram ao local. O clima na saída da Arena Kazan após a derrota por 2 a 1 para Bélgica nesta sexta (6) foi de velório, com Renato Augusto comparando a queda "à morte de alguém querido". A seleção foi eliminada da Copa do Mundo nas quartas de final.