Educação 20/08/2019 16h22

Missão em Israel é tema de aula inaugural na Unisc

Evento do curso de Pedagogia ocorreu no dia 16 de agosto

Com o tema A Educação em Israel: relatos de uma experiência, a diretora da Escola de Educação Básica Educar-se, Valderez Maria Kern, e a vice-diretora, Cristiane Iserhard Machado, participaram da aula inaugural do curso de Pedagogia da Unisc, no dia 16 de agosto. O momento, no auditório do Memorial, também foi promovido Diretório Acadêmico.

No encontro, com a presença de docentes e acadêmicos do curso, as duas compartilharam as experiências vividas durante missão educacional em Israel. A viagem foi realizada em maio deste ano, por meio de uma iniciativa do Departamento de Relações Internacionais do Sindicato do Ensino Privado (Sinepe), com a participação de 26 gestores de instituições de ensino privado do Rio Grande do Sul.

A roda de conversa procurou aproximar e promover conhecimento aos estudantes sobre a temática, além de possibilitar uma integração alusiva ao Dia do Estudante, celebrado no dia 11. Por isso, na ocasião Valderez e Cristiane relataram um pouco das visões obtidas no país do Oriente Médio, reconhecido mundialmente como referência em Educação Básica e Superior.

“O que torna Israel diferente, em termos de educação no Brasil, é a importância que se dá para a área. Em primeiro lugar, na vida do israelense, surge a religião, em especial o judaísmo. Em segundo, a Educação. Com isso os professores são chamados para se atualizarem, ajudarem a criar novos métodos, jogos e tecnologias para levarem até suas escolas, mas sempre com o objetivo de criar e nunca copiar”, afirma Valderez.

Segundo Cristiane, “participar dessa experiência de Educação em Israel contribuiu para o crescimento profissional e pessoal. Estar lá, visitar os educandários provoca e amplia o nosso fazer pedagógico, o aprimoramento cultural, o que auxilia no crescimento da Instituição. A importância de vivenciarmos outra cultura e conversarmos sobre a temática é um propósito que assumimos junto ao grupo de professores. A ideia deste momento é ampliarmos as experiências vividas com os estudantes, dialogarmos com o que nos move e acreditamos”.  

Para a acadêmica Alice Petry a troca de vivências foi bastante positiva. “Foi muito interessante poder conhecer um pouco sobre a Educação de Israel e ver realmente como se dá essa valorização. Além de perceber que podemos muito com pouco, pois na apresentação apareceram várias ideias que podem ser colocadas em prática, fora a semelhança em alguns quesitos com a Escola Educar-se”, comenta a estudante, que também atua como monitora no educandário.