Santa Cruz 22/06/2017 13h54 Atualizado às 14h27

Vida Real | As mensagens do mensageiro do bem

Santa-cruzense caracteriza-se de personagem e distribui mensagens positivas para melhorar a relação entre as pessoas

Foto: Bruno Pedry

Em sua primeira aparição pelas ruas, um menino corre em sua direção e o abraça. E então o garoto volta-se para a mãe,  pede fotos com o novo amigo e se despede com um sorriso e acenando com as duas mãos. Há cerca de seis meses, o homem sem nome e sem idade revelada, resolveu chamar a atenção de crianças e adultos de um jeito diferente. Mandou confeccionar capa, providenciou máscara e um par de coturno.

Por gostar de escrever, e por desejar que as pessoas multipliquem gestos de gentileza, certo dia, sentado na sala de casa, rabiscou no papel pequenos textos, poesias e frases positivas. Depois de impressas, passou a distribuir nas praças, na rua, a funcionários de empresas. Até o momento, cerca de 15 mil pessoas já receberam suas mensagens. “Você mudou meu dia”, ouviu de uma atendente de loja, que registrou o momento fazendo uma selfie e postou em uma rede social. “Que show esse seu trabalho, mensageiro, parabéns pela ideia. O mundo precisa mesmo de mais amor e mais abraços”, escreveu uma fã na rede social. 

Missão


Foto: Bruno Pedry

Impressionado com a receptividade, e com fãs declarados por seu trabalho, o homem que intitula-se Mensageiro das Trevas está cada vez mais motivado em transmitir boas energias por meio de palavras de otimismo e esperança. Em uma das cartinhas distribuídas por ele, trazia o seguinte: “Sempre há algo a se fazer para ajudar alguém, o mundo, as pessoas com quem você convive. Faça algo, mas faça agora”. 

Em outra: “Não deixe que a ganância roube tua essência. Não se apegue às aparências. Não acumule bagagens. Mantenha consigo apenas o que considerar indispensável. Há tantos motivos para acreditar que ainda existe amor. Seja luz. Liberte-se do egoísmo. Somos frágeis, vulneráveis, mas a vida é a arte do saber viver. Por isso viva bem e com intensidade.”  

Natural de Novo Hamburgo, e morando em Santa Cruz há 20 anos, a motivação em realizar esse trabalho vem da reação positiva que provoca nas pessoas todos os dias. “Pra mim é muito gratificante fazer alguém sorrir, perceber que um simples abraço faz a diferença na vida de alguém. Agradeço a receptividade de todos e continuarei fazendo isso porque minha função, enquanto personagem, é fazer a diferença na vida de tanta gente”, conclui.