Automobilismo 27/01/2017 15h45

Dívida com a Prefeitura teria tirado F-Truck de Santa Cruz

Município teria manifestado interesse em receber o evento, desde que a empresa promotora pagasse valor referente aos alugueis de 2015 e 2016

Os santa-cruzenses fãs de velocidade tiveram uma surpresa assim que  foi realizada a divulgação do calendário da temporada de Fórmula Truck 2017, nessa quarta-feira, 25. Santa Cruz do Sul não receberá etapa da prova. O autódromo passou a ter visitas da F-Truck desde 2009, mas ficou de fora nas temporadas de 2012 e 2013. Segundo a secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico, Cultura e Turismo, a razão para Santa Cruz ter ficado de fora da agenda é a cobrança da dívida deixada pela categoria nos últimos anos. 

A empresa promotora da Fórmula Truck teria procurado a Prefeitura para  realizar uma prova da competição no município. Da mesma forma, o Executivo tambem manifestou formalmente interesse em receber o evento, porém, com a condição de que a F-Truck pagasse os R$ 38 mil, referentes a dívidas de alugueis de 2015 e 2016, mais R$ 20 mil antecipados pela locação do espaço, conforme previsto em portaria,e a empresa desistiu de realizar uma etapa no município. 

A assessoria de comunicação da Prefeitura explica que, como em todos os demais eventos, os valores pagos pelos promotores são utilizados para manutenção do Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul. O município não pode arcar com uma competição que não traga benefícios para os cofres da Prefeitura. Além disso, a Fórmula Truck, ao contrário, traz prejuízos à administração, uma vez que são necessárias muitas correções e adaptações na pista.

Ainda nessa quarta, o comando da categoria apontou as razões para o atraso no anúncio do calendário, o que costuma acontecer logo após a última prova do ano. Sem citar Santa Cruz do Sul, a presidente Neusa Navarro argumentou que eventual retirada de uma cidade do calendário não é programada pela organização. “Demorarmos um pouco mais para soltar nosso calendário neste ano para definirmos bem as datas e tentar evitar mudanças de cidades, algo que independe da nossa vontade. Assim, estamos com tudo praticamente definido para este ano de 2017”, declarou Neusa.