Amistoso 07/01/2018 19h13 Atualizado às 15h42

Com gol de Claudinho, Avenida bate o Cruzeiro nos Eucaliptos

Time santa-cruzense agora encara o Veranópolis, no último amistoso preparatório para o Campeonato Gaúcho 2018

Depois de um primeiro tempo pouco criativo, o Avenida cresceu de produção na etapa final, e derrotou o Cruzeiro na tarde deste domingo, 7, por 1 a 0, no Estádio dos Eucaliptos, em Santa Cruz do Sul. Este foi o terceiro amistoso de pré-temporada do Periquito, visando a disputa do Campeonato Gaúcho 2018. O zagueiro Claudinho foi o autor do gol da vitória do time santa-cruzense, diante de um adversário que também será concorrente no Estadual.

Na próxima quarta-feira, 10, o Avenida realiza seu último amistoso preparatório para o Gauchão. O adversário será o Veranópolis, às 20 horas, no Estádio Antônio David Farina, na Serra Gaúcha. A estreia na competição estadual está agendada para o dia 17, às 20h30, contra o São Paulo, em Rio Grande. Já o Cruzeiro faz mais um teste na quarta-feira, contra o Juventude, em Farroupilha.


Pouca inspiração no primeiro tempo

Diante de um bom público nos Eucaliptos (cerca de 400 torcedores), Avenida e Cruzeiro fizeram uma partida pouco movimentada no primeiro tempo. Bem postado na defesa, o Periquito encontrava dificuldades na transição para o ataque, enquanto os visitantes mostravam maior intensidade e frequentavam mais o campo de ataque. Entretanto, os 20 primeiros minutos não registraram chances de gol.

A primeira chegada do Periquito com mais perigo foi aos 21 minutos, quando Hyantony recebeu belo passe de Roger. Ele tentou por cobertura, mas o goleiro Deivity defendeu sem sustos. Dois minutos depois, em jogada pela esquerda, Welder cruzou e Fidelis bateu para o gol, mas a zaga fez o corte. A resposta do Cruzeiro veio aos 26, em chute de fora da área de Foguinho, com a bola passando perto do gol.

O jogo ficou mais truncado perto do final do primeiro tempo, e as duas equipes voltaram a atacar só nos minutos finais. A melhor chance do Cruzeiro foi aos 45, com William Kozlovski, que chutou para boa defesa de Rodrigo. Após o apito final, ele reclamou com a arbitragem sobre um lance onde teria sofrido pênalti.


Avenida cresce na etapa final e sai de campo com a vitória

Com outra postura na etapa final, o Avenida quase abriu o placar logo aos dois minutos, em chute de Fidelis. Deivity mandou para escanteio. Numa desatenção do sistema defensivo do Avenida, o Cruzeiro também esteve perto de balançar a rede. Carlinhos foi desarmado e Reinaldo, com muito perigo mandou para fora.

A resposta do Periquito veio na jogada seguinte, após bela trama na esquerda entre Diego Torres e Maurício. Marques recebeu e bateu, obrigando o goleiro a fazer grande defesa. Mais agressivo, o Avenida, enfim, chegou ao gol aos 9 minutos. O zagueiro Claudinho aproveitou bate-rebate dentro da área, após escanteio, e mandou para o fundo do gol. O Periquito quase ampliou cinco minutos depois, obrigando o goleiro Deivity a defender em dois tempos.

Com os dois times bastante modificados, o jogo esfriou na metade final. O Cruzeiro foi ao ataque em busca da vitória e ameaçou a meta adversária aos 37 minutos. Em cobrança de falta de dois toques, Dê bateu e Rodrigo mandou para escanteio. A defesa do Avenida seguiu dando conta do recado e, com espaços para contra-ataque, poderia até ampliar o placar, que não foi alterado. Mas o Periquito garantiu a vitória.

 

FICHA TÉCNICA
AMISTOSO DE PRÉ-TEMPORADA
AVENIDA x CRUZEIRO

Local: Estádio dos Eucaliptos, em Santa Cruz do Sul
Data: 7 de janeiro de 2018, domingo
Horário: 17 horas
Cartões amarelos: Fidelis e Toto (Avenida); Foguinho e Dê (Cruzeiro)
Gol: Claudinho (Avenida) - 9/2ºT

AVENIDA: Rodrigo; João Neto (Moisés Baiano), Luís Henrique (João Paulo), Claudinho e Roger; Carlinhos, Fidélis (Toto), Maurício (Ayrton), Diego Torres (Léo Campos, depois André) e Welder (Alexandre); Hyantony (Marques)
Técnico: Fabiano Daitx

CRUZEIRO: Deivity; Lucas Carvalho (Matheus Ferreira), Fernando Pinto, Vladimir (João Guilherme) e Jonatan (Otávio); Ben-Hur (Dê), Reinaldo (Jefferson), Foguinho (Tawan), Saldanha (França) e Willian Kozlovski (Paulista); Kairon (Michel) 
Técnico: Ben Hur Pereira