Amistoso 10/02/2018 18h13 Atualizado às 19h07

Briga generalizada termina jogo-treino do Avenida

Partida foi finalizada pelo árbitro quando o Periquito vencia por 2 a 1 o Pelotas

Era pra ser apenas um jogo-treino, uma oportunidade para os técnicos realizarem testes nas duas equipes, mas a partida entre Avenida e Pelotas na tarde deste sábado, 10, no Estádio dos Eucaliptos não teve o clima que se espera em uma disputa como essa. Apesar de não valer nenhum título ou posição em tabela, o árbitro Silvio Barbosa precisou encerrar o jogo aos 31 minutos do segundo tempo após uma confusão generalizada. No placar, vitória do Periquito. O time da casa superou o Pelotas por 2 a 1. 

O Avenida começou o amistoso com o time praticamente todo reserva. Apenas os titulares Diego Torres e centroavante Hyantony iniciaram o jogo. Assim, o Periquito entrou em campo com Therry, João Neto, Yuri, João Paulo e André; Moises, Carlinhos e Cleverson. E o jogo foi quente, com gol já aos dez minutos. Maurício conseguiu abrir o placar para o time da casa para preocupação do técnico Paulo Porto, que acompanhava seus futuros comandados de perto. Ele se apresenta ao Pelotas na segunda-feira. Aos 40, o clima começou a esquentar. Moisés Baiano foi expulso por falta dura. Como combinado entre os clubes, Daitx pode substituir e Fidélis entrou no lugar dele no meio-campo.

Já no segundo tempo, o time do Pelotas conseguiu empatar aos cinco minutos. Giancarlo fez o gol do time do Sul do Estado. O Avenida teve mais um jogador expulso aos dez minutos. Felipe Tchelé, que entrou no intervalo, recebeu o cartão vermelho. Vítor Seedorf entrou no lugar. O resultado foi definido aos 28 minutos. Luís Henrique fez 2 a 1 para o time da casa. Roger dominou no peito a bola cruzada no segundo poste e passou para o zagueiro fazer o gol.

Pouco depois, deu briga nos Eucaliptos. Após uma entrada de Carlão em Vitor Seedorf, começou a confusão. Por fim o árbitro entendeu que seria melhor terminar a partida aos 31 minutos da etapa final. "Desde os 10 minutos vi que iria para esse lado. Eles não vão ganhar no grito. Precisavam falar menos e jogar mais. Evidente que o nosso time não ia aceitar e infelizmente a arbitragem não teve controle", reclamou Daitx ao fim do jogo. "Já vamos treinando que no Gauchão é nesse nível", completou. 

Para o treinador, o árbitro prejudicou o Avenida ao expulsar dois jogadores do clube. "Já vamos treinando que no Gauchão é nesse nível. É bom pra gente treinar que não podemos perder a cabeça. Até nesse sentido a gente precisa tirar coisas boas", reclamou. 

O jogo contra o Cruzeiro, que seria no domingo, foi adiantado para sábado. A decisão não agradou o Avenida, que entra em campo na quarta, contra o São José. "Perdemos um dia pra recuperar. Está dentro da lei, mas totalmente antiético da parte de quem fez a troca. Mas acredito que nosso time está preparado", finalizou.