Velocidade

Stock Car: 35 anos de história no Brasil

Conheça alguns detalhes sobre a categoria mais importante do automobilismo nacional

Foto: Duda Bairros

Stock Car passou por muitas transformações desde 1979
Stock Car passou por muitas transformações desde 1979

A Stock Car é atração deste final de semana no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul. Nesta sexta-feira, 26, aconteceu o primeiro treino livre, com a liderança de Felipe Fraga, da Voxx Racing Team, com o tempo de 1min19s761.

A competição conquistou muitos amantes da velocidade no Brasil ao longo de 35 anos. Por isso, o Portal Gaz conta um pouco da história da categoria:

O que é Stock Car?
É uma categoria brasileira com carros de turismo que existe há 35 anos, criada pela General Motors. O desejo era unir desempenho e sofisticação. Foi inspirada na norte-americana Nascar e aos poucos conquistou popularidade e maior interesse. Atualmente, é organizada pela Vicar, com a chancela da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). Desde 2000, começou a ser transmitida pela Rede Globo ou canais Sportv.
 

Como começou?
A Stock Car iniciou em 22 de abril de 1979, com a primeira corrida no Autódromo de Tarumã, em Viamão. No ano de abertura, foram 19 carros. Todos eram do modelo Opala, da Chevrolet. Affonso Giaffone venceu a corrida inicial.
 


 

Como foi o desenvolvimento nos anos 80?
Em 1982, duas provas foram realizadas em Estoril, Portugal. Em 1987, ocorreu a primeira grande mudança da Stock Car. Com a mudança de apoio da GM na organização, foi adotado uma carenagem, criada e montada pela fabricante de carrocerias de ônibus Caio, que era inserida em cima do chassi do Opala. O carro ganhava na aerodinâmica e no desempenho.
 

E as transformações no anos 90?
A GM resolveu investir bastante e a produzir um protótipo monobloco. A tentativa era ganhar espaços diante de outras categorias que surgiram no período. Em 1994, o Omega foi adotado. Pelo marketing e redução de custos, as etapas passaram a ser realizadas em rodadas duplas com a Fórmula Chevrolet, num evento chamado Chevrolet Challenger, cujos ingressos eram gratuitos e distribuídos nas concessionárias de veículos da marca.
 


Paulo Gomes, com o Opala vencedor de 1979
Foto: Rafael Honório

Como foi a década de 2000 e a atual?
Em 2000, foi instituida a carroceria do Vectra. Em 2001, a estreia do motor V8. A GM deixa a organização, que passa a ser realizada pela Vicar. Por segurança, o chassi passa a ser tubular. Em 2004, o Astra passa a ser utilizado na carroceria. Em 2005, a categoria se torna multimarca, com o ingresso da Mitsubishi Lancer. Em outubro, uma corrida foi realizada em Buenos Aires, com vitória de Giuliano Losacco.

Em 2006, o Volkswagen Bora passou a ser carenagem de 10 carros. As equipes ampliaram o controle sobre o carro com o uso da telemetria. Entre 2008 e 2009, Volkswagen e Mitsubishi deixaram a categoria, que passou a ter apenas o Vectra (Chevrolet) e 307 (Peugeot). Também em 2008, foi realizada a primeira Corrida do Milhão, no Rio de Janeiro, com vitória de Valdeno Brito. Ainda em 2009, Salvador foi palco da primeira corrida de rua. 
 

Ingo Hoffmann guia um Omega em 1994 pela Stock Car
Foto: Divulgação

Em 2010, Ribeirão Preto entra no calendário, também com corrida de rua. O etanol passou a ser o combustível e os carros ganharam injeção eletrônica. Em 10 de março, foi anunciada a fusão das categorias Stock Car Light (Copa Vicar) e Pick-Up Racing, criando a Copa Chevrolet Montana, nova divisão de acesso à categoria principal. Também foi criada a categoria Mini Challenge, em substituição a Stock Jr. Em 2010, a montadora Peugeot substituiu a carroceria do 307 pelo modelo do 408. Já em 2012, a Chevrolet substitui o Vectra pelo Sonic. Atualmente, o "circo" da Stock Car congrega o Brasileiro de Turismo, a Mercedes-Benz Challenge e a Fórmula 3 Brasil.
 

Quem são os maiores campeões?
O paulista Ingo Hoffmann conquistou 12 títulos. O carioca Cacá Bueno vem na sequência, com cinco. O paulista Paulo Gomes levantou quatro taças e o paulista Chico Serra detém três canecos. Ingo Hoffmann também é recordista com 76 vitórias e 61 poles.
 


Ingo Hoffmann, maior campeão, ao lado do atual vencedor, Rubens Barrichello
Foto: Stock Car

Como é o carro?
Atualmente, o motor é V8, com 480 HP de potência. O peso mínimo total é de 1.320 quilos, inclusive com o piloto. As equipes devem seguir especificações conforme o Regulamento Técnico
 

Qual o estágio da temporada 2015?
Serão 12 etapas. A de Santa Cruz do Sul simboliza a metade. O grid é formado por 33 pilotos e 17 equipes. O líder é Julio Campos, com 87 pontos. Cacá Bueno é vice-líder, com um ponto a menos. As categorias Brasileiro de Turismo, Mercedes-Benz Challenge e a Fórmula 3 Brasil ocorrem simultaneamente nas etapas da Stock Car.
 

Ribeirão Preto recebe corridas de rua pela Stock Car
Foto: Duda Bairros

A abertura em Goiânia, em 22 de março, foi uma corrida de duplas, com convidados dividindo o carro com os titulares. Em 16 de agosto, acontece a Corrida do Milhão, também em Goiânia. Ambas duram 50 minutos e uma volta. O encerramento em 13 de dezembro, em São Paulo, terá 40 minutos e uma volta.

As outras nove etapas serão de rodadas duplas. As provas são decididas pelo número de voltas e terão tempo máximo de limite estabelecido, sendo 48 minutos mais uma volta para as corridas longas e 28 minutos mais uma volta para as corridas curtas. A quantidade de voltas nas corrida vai variar de acordo com a extensão de cada traçado. Os detalhes estão expostos no Regulamento Desportivo

 

Como foram as etapas de Santa Cruz do Sul até hoje?
O autódromo foi inaugurado oficialmente no dia 12 de junho de 2005. A pista tem 3.531 metros, com 14 curvas. A primeira corrida da Stock Car foi em 2 de outubro de 2005, com vitória de Cacá Bueno. Em 3 de setembro de 2006, Ruben Fontes foi o vencedor. Em 19 de agosto de 2007 e 21 de junho de 2008, Cacá Bueno cruzou em primeiro na linha de chegada. Em 2009, a corrida aconteceu em 17 de maio, com vitória de Max Wilson. Em 2010, no dia 24 de outubro, Allam Khodair triunfou. Já em 2011, no dia 18 de setembro, Alceu Feldmann conquistou a vitória.
 

Cacá Bueno foi o primeiro vencedor em Santa Cruz do Sul
Foto: Divulgação

Após dois anos, o autódromo recebeu melhorias e retornou ao calendário em 2014, com duas etapas, ambas com rodada dupla. Em 13 de abril, Valdeno Brito venceu a corrida 1 e Antonio Pizzonia levou a melhor na corrida 2. Já em 28 de setembro, Thiago Camilo venceu a primeira corrida e Rafa Matos saiu vitorioso na segunda corrida.