Chama em Santa Cruz

Roberta Etges sobre a tocha: 'Carregarei este momento para toda a vida'

Primeira atleta a carregar a tocha olímpica no revezamento em Santa Cruz do Sul, patinadora diz que momento é único

Foto: Bruno Pedry


Um momento muito especial na vida da patinadora Roberta Etges. Aos 15 anos, muitos deles dedicados à patinação, ela foi a responsável pela abertura do revezamento da tocha olímpica em Santa Cruz do Sul nesta terça-feira, 5. O momento histórico para todos os moradores da cidade e região foi também de um sentimento único para a patinadora.

“É um sentimento indescritível. Os poucos metros que estive com a responsabilidade de carregar a chama olímpica é vai ficar para sempre na minha vida. Terei como contar esta história para todos”, ressaltou Roberta Etges. Pouco antes do início da passagem da tocha por Santa Cruz do Sul, Roberta e os outros responsáveis por carregar a chama na cidade, receberam as orientações dos organizadores no Espaço Assemp.

Roberta destaca que para a patinação foi muito importante ter um representante entre os atletas que carregaram o fogo. “Para o nosso esporte é uma forma de participar da Olimpíada e, no futuro, queremos que a patinação se torne um esporte olímpico. Uma modalidade tão bela e com tantos adeptos por todo o mundo”, observou, em casa, comemorando os familiares e com a técnica da Xlise, Fabiane Knak.

Ela carregou a tocha pelos primeiros 200 metros, a partir da Unisc, e entregou o fogo a José Joaquim Dias Barbosa.

 


 






Continue lendo