Libertadores 15/05/2018 21h21 Atualizado às 00h00

Com gol no fim, Grêmio vence e garante vaga antecipada

Time misto do Tricolor bateu o Monagas por 2 a 1, na Venezuela, e permaneceu na liderança do grupo 1

Com uma rodada de antecedência, o Grêmio está classificado às oitavas de final da Copa Libertadores da América. Em um duelo emocionante até o final, a equipe mista do Tricolor venceu o Monagas por 2 a 1 na noite desta terça-feira, 15, no Estádio Monumental, em Manturín, na Venezuela, pela quinta rodada do grupo 1.

O time gaúcho alcançou os 11 pontos e manteve a liderança da chave. O Cerro Porteño bateu o Defensor por 1 a 0, no Uruguai, chegou aos dez pontos e também confirmou a vaga antecipada à segunda fase. Na sexta e última rodada, as equipes vão decidir quem termina na liderança para obter vantagem de jogar o segundo confronto das oitavas em casa.

O Grêmio enfrenta o Defensor na próxima quarta-feira, às 19h15, na Arena, enquanto o Cerro recebe a visita do Monagas no mesmo dia e horário. Antes, o Tricolor encara o Paraná no domingo que vem, 20, às 16 horas, no Durival Britto, em Curitiba, pela sexta rodada do Brasileirão.

PRIMEIRO TEMPO
O Grêmio chegou ao ataque com menos de 1 minuto. Porém, o arremate de Michel não deu em nada. Aos 6, o Tricolor teve grande chance para sair em vantagem. Madson cruzou da direita e Alisson, quase na pequena área, pegou muito mal, mandando longe da meta de Baroja.

Logo em seguida, a equipe venezuelana tentou responder com Suárez, mas o volante desviou sem direção, pela linha de fundo. Aos 10, o Tricolor sofreu uma importante baixa. Alisson sentiu uma lesão no músculo posterior da coxa esquerda e foi substituído por Maicosuel. O camisa 23 havia assumido a titularidade na vaga de Everton, também contundido.

O gramado ruim era um adversário extra para os visitantes. O time venezuelano buscava espaços, no entanto, parava no sistema defensivo do Tricolor, que também tinha dificuldades para tocar a bola e não conseguia encaixar o contra-ataque. Quando teve oportunidade clara, desperdiçou com Thonny Anderson, aos 25. Ele recebeu de Maicosuel, avançou em velocidade e finalizou rasteiro, à esquerda do gol de Baroja.

Aos 32, outra boa situação para o Grêmio abrir o placar. Em cobrança de falta pela direita, Cícero carimbou a trave. No rebote, Maicosuel chutou para fora. Aos 43, Michel arriscou da intermediária, sem direção. Dois minutos depois, foi a vez de o Monagas aparecer com perigo. Romero girou sobre a marcação de Kannemann e bateu, de canhota, obrigando Marcelo Grohe à boa defesa.

SEGUNDO TEMPO
O Tricolor acelerou o jogo e partiu para cima dos donos da casa. Com apenas 1 minuto, Ramiro abriu para Cortez, que passa pela marcação e cruza na pequena área. Trejo tentou cortar e, por pouco, não marcou gol contra. Aos 9, Cícero dominou na intermediária e arriscou o chute, mas a bola saiu muito longe do gol de Baroja.

Mais agressivo, o Grêmio pressionava o adversário. Aos 12, Ramiro colocou na cabeça de Cícero, que desviou de cabeça. Baroja caiu para fazer a defesa. Três minutos mais tarde, Cícero recebe na entrada da área, levanta e gira em um voleio. Mas a bola sai fraca, sem grande dificuldade para Baroja. O Monagas só apareceu aos 16, porém Christian Flores arrematou pela linha de fundo. Em busca de um maior poderio ofensivo, o técnico Renato Portalippi sacou Madson e colocou Lima, aos 20.

Ramiro tocou para Maicosuel dentro da área, mas o atacante bateu desequilibrado, sem perigo para Baroja. Com o campo irregular e sem encontrar brechas para surpreender o time venezuelano, o jeito era apostar em finalizações de média distância. Foi o que Ramiro fez para deixar o Grêmio em vantagem, aos 23. Próximo da entrada da grande área, o volante mandou fraco no canto direito de Baroja, que aceitou – 1 a 0. Aos 30, a última troca Thonny Anderson saiu para a entrada de Thaciano.

Mesmo chegando pouco ao ataque, o Monagas só não empatou aos 35, porque Marcelo Grohe operou um milagre. Reyes cruzou da esquerda, Cádiz desviou e o goleiro gremista evitou o gol. Os minutos finais foram de pura emoção. O Monagas deixou tudo igual aos 47. Gonzaléz cruzou rasteiro e Kannemann acabou mandando contra o próprio patrimônio – 1 a 1. Mas, aos 51, Trejo cometeu pênalti em Cícero. Jailson chamou a responsabilidade e bateu com categoria no canto direito de Baroja - 2 a 1 e festa tricolor na Venezuela.

COPA LIBERTADORES DA AMÉRICA – 1ª FASE – 5ª RODADA
MONAGAS 1 a 2 GRÊMIO

Data e horário: 15 de maio, terça-feira, 21h30 (de Brasília)
Local: Estádio Monumental, em Maturín (Venezuela)
Árbitro: Fernando Rapallini (Argentina)
Gols: Monagas - Kannemann (contra - 47/2ºT); Gmio: Ramiro (23/2ºT) e Jailson (51/2ºT)
Cartões amarelos: García, Christian Flores e Óscar González (Monagas); Madson (Grêmio)

MONAGAS
Baroja; Romero, Trejo, Chácon (Palacios) e Óscar González; Agnel Flores, García, Suárez, Christian Flores (Reyes) e Luis González; Cádiz
Técnico: Johnny Ferreira

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Madson (Lima), Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Jailson, Michel, Ramiro, Cícero e Alisson (Maicosuel); Thonny Anderson (Thaciano)
Técnico: Renato Portaluppi