Copa do Mundo 06/07/2018 14h29 Atualizado às 17h05

Brasil se despede da Rússia com derrota para a Bélgica

Equipe europeia suportou o maior volume de jogo brasileiro, venceu por 2 a 1 em Kazan e enfrentará a França nas semifinais

O Brasil está fora da sequência da Copa do Mundo da Rússia. Nesta sexta-feira, em Kazan, a equipe orientada pelo técnico Tite perdeu de 2 a 1 parea a Bélgica, que segue para as semifinais, onde enfrentará a França, que eliminou o Uruguai mais cedo. O duelo entre os europeus será na próxima terça-feira, 10, em São Petersburgo. Os brasileiros terão de aguardar mais quatro anos para tentar o hexacampeonato no torneio que será no Catar.

PRIMEIRO TEMPO
A equipe belga arrumou a primeira finalização do jogo aos 2 minutos. De Bruyne ganhou a disputa de bola com Fernandinho na intermediária e mandou um tiro rasteiro que passou à direita de Alisson, para fora. A resposta brasileira foi aos 8 minutos. Após cobrança de escanteio por Neymar, Miranda raspou de cabeça e Thiago Silva tocou com a coxa e acertou a bola no poste.

Aos 13 minutos, Chadli obrou escanteio da esquerda, Gabriel Jesus errou o corte de cabeça e a bola desviou no ombro de Fernandinho, surpreendendo Alisson – Bélgica 1 a 0. A seleção brasileira assimilou o golpe e continuou a atacar, agora em busca do empate, mas a defesa advrsária estava bem segura. Philippe Coutinho arriscou o chute de longe e Courtois agarrou firme no centro da meta aos 19. Na batida de Marcelo do bico da grande área, aos 25, o goleirão belga deu rebote e zaga aliviou a pressão.

De um tiro de canto não aproveitado pelo Brasil, Lukaku puxou o contragolpe e serviu para De Bruyne mandar um torpedo da entrada da área e fazer Bélgica 2 a 0 aos 31 minutos.

Foto: Divulgação/Fifa
Foto: Divulgação/Fifa
Foto: Divulgação/Fifa

A equipe canarinho partiu para a tentativa de um gol ainda no primeiro tempo, mas o goleiro Courtois evitou em um desvio da sua própria zaga e em chute de longe de Coutinho. Os belgas chegaram perto do terceiro aos 41. De Bruyne bateu falta da meia esquerda e Alisson espalmou a escanteio. Na cobrança de Chadli, Kompany tocou de letra e o goleiro brasileiro segurou firme. Já nos acréscimos, aos 46, Neymar, em posição de impedimento, foi lançado por Coutinho, entrou na área e finalizou mal, em cima do marcador, no último lance do primeiro tempo.

SEGUNDO TEMPO
O Brasil voltou com o atacante Roberto Firmino no lugar do meia Willian para a segunda etapa. A partida recomeçou em marcha lenta e só aos 6 minutos apareceu a primeira boa jogada ofensiva. Marcelo envolveu a marcação e bateu cruzado da esquerda, mas nenhum companheiro aproveitou e a bola se perdeu do outro lado. Logo depois, Neymar caiu na área e no mesmo instante o árbitro sérvio Milorad Mazic apontou que o jogador se atirou.

Aos 10 minutos, foi a vez de Gabriel Jesus ir ao chão dentro da área em dividida com Kompany na linha de fundo. Mazic consultou o árbitro de vídeo e não deu a penalidade. Logo após o centroavante brasileiro deixou o campo para o ingresso de Douglas Costa no ataque. A Bélgica conseguiu escapar da pressão aos 16, aproveitando passe errado de Fernandinho. De Bruyne acionou o contragolpe com Hazard, que chutou à esquerda de Alisson. Na sequência, o Brasil teve a chance com Douglas Costa, mas Courtois espalmou e Firmino não ficou com o rebote.

A seleção canarinho mantinha a maior posse de bola e a proposição ofensiva. Tite fez a terceira alteração aos 18 com a entrada de Renato Augusto no lugar de Paulinho no meio-campo e deu certo. Aos 31, Philippe Coutinho cruzou na cabeça de Renato, que descontou – 2 a 1. O empate esteve perto logo depois em conclusões de Firmino e novamente Renato, mas ambos erraram o alvo. Milorad Mazic apontou jogo até os 50 minutos. Neymar ainda tentou um golaço de empate aos 49, mas Courtois evitou e o Brasil se despediu do Mundial da Rússia.

COPA DO MUNDO RÚSSIA 2018
QUARTAS DE FINAL – JOGO ÚNICO
BRASIL 1 a 2 BÉLGICA

Data e hora: 6 de julho, sexta-feira, 15h (de Brasília)
Local: Arena Kazan, em Kazan
Árbitro principal: Milorad Mazic (Sérvia)
Árbitro de vídeo: Daniele Orsato (Itália)
Cartões amarelos: Fernandinho e Fagner (Brasil); Alderweireld e Meunier (Bélgica)
Gols: Brasil – Renato Augusto (31/2ºT); Bélgica – Fernandinho - contra (13/1ºT) e De Bruyne (31/1ºT)

BRASIL
Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Fernandinho, Paulinho (Renato Augusto) e Philippe Coutinho; Willian (Roberto Firmino), Gabriel Jesus (Douglas Costa) e Neymar
Técnico: Tite

BÉLGICA
Courtois; Alderweireld, Kompany e Vertonghen; Meunier, Witsel, Fellaini, Chadli (Vermaelen), De Bruyne e Eden Hazard; Lukaku (Tielemans)
Técnico: Roberto Martínez