Copa Wianey Carlet 12/09/2018 14h42 Atualizado às 18h13

Avenida sai atrás, mas empata com Real em Tramandaí

Periquito manteve a invencibilidade e a liderança do grupo B, porém não tem mais 100% de aproveitamento

O Avenida empatou por 1 a 1 com o Real na tarde desta quarta-feira, 12, no Módulo Esportivo de Tramandaí, pela sétima rodada da Copa Wianey Carlet, a Copinha. O Periquito saiu atrás do marcador no primeiro tempo, quando sofreu o primeiro gol no campeonato, mas buscou a igualdade na etapa complementar.

Mesmo não estando mais com 100% de aproveitamento, o time alviverde permanece invicto na competição e na liderança do grupo B, com 13 pontos. A equipe se prepara para dois compromissos seguidos contra o Internacional-SM: no domingo que vem, 16, às 15 horas, nos Eucaliptos, e no dia 20, Feriado Farroupilha, no mesmo horário, no Presidente Vargas, em Santa Maria.

PRIMEIRO TEMPO

Marcado para as 15 horas, o duelo atrasou 19 minutos até que a Brigada Militar comparecesse ao estádio. As condições precárias do gramado eram um obstáculo a mais para o Periquito, que chegou pela primeira vez aos 2 minutos. Welder tocou de cabeça para Flávio Torres, que finalizou na entrada da área e Raphael segurou firme. Aos poucos, o Real começou a se lançar para o ataque e respondeu com Marquinhos aos 4. Ele bateu da intermediária e a bola desviou em Tairone, saindo a escanteio.

A equipe alviverde tentava imprimir um ritmo mais forte, mas errava passes e proporcionava contra-ataques ao adversário. Aos 12, Vagner girou na área e bateu para defesa tranquila de Fabiano Heves. Sete minutos mais tarde, o time de Capão da Canoa quase abriu o placar. Mendonça tocou na saída do goleiro avenidense e Roger, atento, evitou o gol.

O Real dominava as ações e criava mais oportunidades. Giordano cabeceou por cima da meta de Fabiano Heves, aos 20. Depois de um começo ruim, o Real ficou à vontade e ocupou o campo do Avenida. Aos 33, Adriano Chuva cabeceou fraco e Heves defendeu com tranquilidade. Logo em seguida, Welder puxou contragolpe e acionou Jonathan, que arrematou sem direção. Aos 39, o árbitro David Baquini expulsou o preparador físico do Periquito, Lincoln Bender, por reclamação. Melhor no confronto, o Real saiu na frente aos 46. Após bate-rebate na área, Adriano Chuva empurrou para o fundo da rede - 1 a 0.

SEGUNDO TEMPO

O Avenida voltou do intervalo com duas mudanças. Saíram Jonathan e Felipe Manoel para as entradas do atacante Padú e do lateral-direito Felipe Cordeiro, que fez sua estreia com a camisa alviverde. Ele ficou no seu setor de origem, enquanto Moisés Baiano foi para o meio-campo.

Por conta da expulsão do preparador físico Lincoln Bender, no primeiro tempo, o técnico Fabiano Daitx também não pôde permanecer comandar a equipe na etapa complementar. Com base no artigo 61 do Regulamento Geral de Competições da Federação Gaúcha de Futebol, o treinador é responsável direto pela conduta disciplinar de qualquer um dos membros de sua comissão técnica.

O Real assustou logo a 1 minuto. Marquinhos cobrou falta e Pato, de cabeça, obrigou Fabiano Heves a uma grande defesa. Aos 5, Yuri bateu falta e Raphael defendeu no meio do gol. O Avenida melhorou e voltou a ameaçar com Matheus, aos 7, mas ele finalizou para fora.

Na cobrança de falta, aos 18, Yuri soltou uma bomba de longe e Raphael espalmou para escanteio. Dois minutos mais tarde, o Periquito deixou tudo igual. Flávio Torres avançou pela linha de fundo, passou pelo marcador e, na tentativa de cruzar, acabou acertando o ângulo de Raphael – 1 a 1. O duelo seguiu equilibrado e sem alteração no escore até o fim.

COPA WIANEY CARLET – 7ª RODADA
REAL 1 a 1 AVENIDA

Data e horário: quarta-feira, 12 de setembro, 15h
Local: Módulo Esportivo, em Tramandaí
Árbitro: David Baquini
Gols: Real - Adriano Chuva (46/1ºT); Avenida - Flávio Torres (20/2ºT)
Cartões amarelos - Giordano, Mendonça e Igor (Real); Matheus (Avenida)

REAL
Raphael; Pato, Igor, Jorlan e Lucas Menezes; Baloy, Giordano, Mendonça e Marquinhos; Vagner e Adriano Chuva
Técnico: Fábio Abade

AVENIDA
Fabiano Heves; Moisés Baiano (Jô), Tairone, Yuri e Roger; Felipe Manoel (Felipe Cordeiro), Carlinhos, Jonathan (Padú), Matheus (Gean) e Welder; Flávio Torres
Técnico: Fabiano Daitx