Gauchão 04/02/2019 19h54 Atualizado às 22h41

Titulares vencem a primeira e Inter ressurge no campeonato

Colorado quer reencontra a vitória após três tropeços consecutivos e Brasil de Pelotas continua sem triunfo

O magrinho 1 a 0 em cima do Brasil de Pelotas nesta segunda-feira, 4, rendeu ao Intenacional a primeira vitória no Gauchão 2019 com seus titulares em campo e a segunda no campeonato, além de reabilitação após duas derrotas e um empate em sequência. O Colorado dominou as ações durante praticamente toda a partida e tomou poucos sustos, mas abusou dos erros de passes e novamente pecou na criatividade.

O resultado colocou o Internacional na quinta posição da tabela de classificação, com sete pontos, a seis do líder e arquirrival Grêmio. O Brasil ficou na 11ª colocação, com três pontos, dentro da zona de rebaixamento para a Divisão de Acesso de 2019. Na sexta rodada, os dois times jogarão no domingo, 10: o Colorado visitará o Juventude em Caxias do Sul às 17 horas e o Xavante receberá o Aimoré em Pelotas às 18 horas.

PRIMEIRO TEMPO
O Inter ensaiou uma pressão inicial sobre o Brasil, mas tinha dificuldade para a bola chegar ao centroavante colombiano Tréllez. O Xavante tentava explorar o contra-ataque, porém não encontrava espaços. A bola chegou em boa condição de gol para o time da casa apenas aos 6 minutos a partir de uma cobrança de falta. D'Alessandro lançou na marca do pênalti e Rodrigo Moledo não alcançou a pelota, que sobrou para defesa fácil de Carlos Eduardo.

O torcedor colorado se levantou na arquibancada em dois momentos aos 14 minutos. Primeiro, em contragolpe, Iago cruzou da esquerda na medida para Tréllez, na marca do pênalti, fuzilar e Carlos Eduardo fazer defesa sensacional a escanteio. Na sequência, D'Alessandro bateu de fora da área, o goleiro deu rebote e Rodrigo Moledo escorou para a rede, mas estava em posição de impedimento, que foi assinaldo pelo árbitro Leandro Vuaden.

A blitz continuou e o Inter levou perigo outra vez aos 17. D'Alessandro lançou Iago na linha de fundo e Carlos deu um tapa na bola para cortar o cruzamento. Nico López pegou a sobra e tocou de calcanhar, porém nenhum companheiro aproveitou. Neilton arriscou o tiro da entrada da área pela direita aos 19 e o goleiro rubron-negro pegou de novo, dessa vez firme no centro da meta. O zagueiro Víctor Cuesta se somou à pressão ofensiva e tirou tinta do poste em chute da intermediária, cheio de veneno, aos 22.

Depois disso tudo, o Brasil conseguiu respirar um pouco mais e até fez a sua primeira descida até a área adversário aos 29 minutos, sem perigo nenhum. O Inter retomou a carga e, aos 33, Edenilson foi lançado por Neilton na cara de Carlos Eduardo e finalizou em cima do goleiro. Na sequência, Iago recebeu em profundidade, encobriu o arqueiro xavante e Héverton mandou a bola a escanteio antes da chegada de Tréllez. Aos 45, a chance esteve no pé esquerdo deNico López. Lançado por Neilton, o uruguaio aparou mal a bola no bico da perquena área e errou o alvo. A arbitragem deu, erroneamente, impedimento do atacante.

SEGUNDO TEMPO
O Colorado reeditou a pressão, mas em andamento mais lento nos primeiros minutos da etapa final. Aos 4 minutos, Bruno cruzou da extrema direita e dois atacantes – Nico López e Tréllez – erraram os cabeceios no meio da área. Grande oportunidade surgiu aos 11. Edenilson recuperou a bola na intermediária ofensiva e acionou Neilton, que chamou o apoio de Iago. O lateral entrou na área e bateu firme de pé direito, porém em cima de Héverton.

O Brasil respondeu em seguida e assustou. Ricardo Luz lançou a bola na área em cobrança de falta da esquerda e Bruno cortou para trás, acertando o próprio travessão aos 13. A equipe visitante começou a ver espaços parta avançar e deu novo susto aos 18. Daniel Cruz jogou rasteiro na área e Douglas Baggio não alcançou a pelota.

O Inter reapareceu bem apenas aos 26 minutos. Nico López fez jogada individual pela meia esquerda e bateu cruzado. Carlos Eduardo deu um tapa na bola e Héverton tirou ela da área. Na resposta do Brasil, Branquinho tabelou com Douglas Baggio e trombou com Edenilson. A pelota sobrou para Sousa, que emendou forte para fora.

O zero saiu do placar, finalmente, aos 31 minutos. D'Alessandro cobrou falta frontal em cima da barreira, Rodrigou Dourado bateu de canhota na sobra e Carlos Eduardo deu rebote no pé de Rodrigo Moledo, que não perdoou e fez Inter 1 a 0. A equipe colorada pressionou pelo segundo gol. Aos 41, Nico entrou na pequena área com bola dominada e rolou para Pedro Lucas emendar em cima de Leandro Camilo. Na cobrança de escanteio por D'Alessandro, o goleiro xavante evitou o gol olímpico com linda intervenção.

GAUCHÃO 2019 – 1ª FASE – 5ª RODADA
INTERNACIONAL 1 a 0 BRASIL-PEL

Data e hora: 4 de fevereiro, segunda-feira, 20h40
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre
Arbitragem: Leandro Pedro Vuaden, com Tiago Kappes Diel e André Bitencourt
Cartões amarelos: Bruno e Sarrafiore (Internacional); Douglas Baggio, Héverton e Leandro Leite (Brasil-PEL)
Gol: Internacional – Rodrigo Moledo (31/2ºT)

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Bruno (Zeca), Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Nico López, D’Alessandro e Neilton (Sarrafiore); Tréllez (Pedro Lucas)
Técnico: Odair Hellmann

BRASIL-PEL
Carlos Eduardo; Ricardo Luz, Leandro Camilo, Héverton e Bruno Santos; Leandro Leite, Washington (Boquita), Sousa, Branquinho e Douglas Baggio (Fernandinho); Michel (Daniel Cruz)
Técnico: Paulo Roberto Santos