Zé Ferreira 02/03/2019 14h48

Volta por cima

O Avenida já não depende apenas das próprias forças para sair da zona do rebaixamento. Vai precisar de tropeço do Brasil para isso

O Avenida já não depende apenas das próprias forças para sair da zona do rebaixamento. Vai precisar de tropeço do Brasil para isso. Mas vai precisar ainda mais e primordialmente redobrar essas suas forças para voltar a vencer já no próximo dia 11 contra o Novo Hamburgo lá no Estádio do Vale. Me pareceu estranho o Brasil ter feito três gols em 45 minutos contra o São José no sintético do Passo d’Areia, pois até então havia marcado apenas quatro em sete jogos na grama natural. Se adaptou ligeiro ao piso sintético, hein!

Bueno, a questão é que o Avenida terá de fazer exatamente isso: marcar gols e, mesmo que tome algum, vencer o Novo Hamburgo. O Periquito também marcou poucos gols neste Gauchão até agora – quatro em oito jogos – e levou muitos – 12. Não importa, deixa isso de lado e assume uma atitude vencedora, porque recurso humano para reação existe. O recesso para o Carnaval vai ajudar a livrar alguns atletas das lesões. Confia, pois ainda dá para sair do Z-2.

Superquarta

Toda a gauchada se prepara para as estreias de Grêmio e Internacional na Libertadores na quarta-feira que vem, dia 6. Dá para acreditar em vitórias da dupla. O Colorado, que entra em campo mais cedo, às 19h15, ainda não inspira total confiança, mas é muito mais time que o Palestino, do Chile. E o Grêmio, mais tarde, às 21h30, tem tudo para superar com tranquilidade o conturbado Rosario Central.

Esse Sindicato

Treinar com o time do Sindicato dos Atletas do RS serve apenas para colocar a turma a correr e o goleiro a buscar bola na rede. Só nessa sexta-feira foram dois 11 a 0 para a dupla Gre-Nal. Para mim é pura perda de tempo.

Bom fim de semana.