Copa do Brasil 23/05/2019 19h49 Atualizado às 22h16

Com dois de Guerrero, Inter vence e encaminha vaga

Colorado faz 3 a 1 no Paysandu e pode perder por até um gol no jogo de volta, na próxima quarta-feira, 29, para ir às quartas

O Internacional encaminhou bem a classificação ao vencer o Paysandu por 3 a 1 na noite desta quinta-feira, 23, no Beira-Rio, no primeiro confronto das oitavas de final da Copa do Brasil. O centroavante Paolo Guerrero foi o destaque do confronto, com dois gols marcados. Agora, o Colorado joga por três resultados no duelo de volta, na próxima quarta-feira, 29, às 19h15, no Mangueirão, em Belém: novo triunfo, empate ou até derrota por um gol.

Para carimbar a vaga às quartas de final, o Papão precisa vencer por três ou mais gols de diferença. Caso devolva o 3 a 1, a decisão será nos tiros livres da marca do pênalti. O Inter se prepara para a sexta rodada do Brasileirão, quando enfrenta o Santos no próximo domingo, 26, às 16 horas, na Vila Belmiro.

PRIMEIRO TEMPO

A primeira chegada foi do Internacional aos 4 minutos. D'Alessandro tocou para Guerrero, na frente da área, e ele mandou nas mãos de Mota. Logo em seguida, o Paysandu respondeu com perigo. Thiago Primão soltou uma bomba por cima do gol de Marcelo Lomba. Os visitantes se armavam no tradicional 4-4-2 e esperavam o Colorado em linha. Aos 10, Nico López recebeu pela esquerda e finalizou cruzado. A bola atravessou a área e ninguém empurrou pra rede. Aos 18, o Inter quase largou na frente. D'Alessandro cobrou falta e acertou no poste direito. A bola ainda bateu nas costas do goleiro Mota e saiu em escanteio.

Primão deixou para Diego Rosa, que arriscou sem direção, aos 20. Quatro minutos mais tarde, Guerrero serviu Edenilson, que chutou forte na entrada da área e Mota segurou firme. Na sequência, Nico cobrou escanteio da esquerda e Guerrero cabeceou fraco. Porém, aos 26, o camisa 9 não perdoou. D'Alessandro encontrou Nico, que escorou para o peruano superar a marcação e soltar uma pancada na saída de Mota – 1 a 0.

Aos 29, Iago marcou de cabeça, mas o árbitro paulista Vinícius Araújo assinalou impedimento com o auxílio do VAR. Aos 33, foi a vez do Papão ter o gol anulado. Após cobrança de falta, Victor Oliveira desviou no meio do caminho e Diego Rosa completou para a rede, mas também estava impedido. Nico López ainda teve duas oportunidade para ampliar, porém não conseguiu no fim da etapa inicial.

SEGUNDO TEMPO

A vantagem parcial do Inter foi desfeita logo aos 3 minutos. Bruno Collaço cruzou na medida para Micael, que fez de cabeça – 1 a 1 e o Paysandu surpreendeu na volta do intervalo. Aos 9, o técnico Odair Hellmann promoveu a primeira mudança: Guilherme Parede entrou na vaga de Zeca e Edenilson foi deslocado para a lateral direita.

Pouco depois, Guerrero desviou de cabeça e Mota defendeu à queima roupa. Edenilson tentou pegar o rebote, mas o arbitragem já assinalava falta no lance favorável ao Paysandu. No entanto, aos 11, o Inter ficou novamente à frente. Na cobrança de escanteio, Emerson Santos desviou e Rodrigo Lindoso apareceu e completou para o gol – 2 a 1. O lance foi revisado, mas Bruno Collaço, ex-Grêmio, dava condições.

Aos 22, Guerrero perdeu uma chance incrível, porém Guilherme Parede, que deu assistência, estava impedido. O Colorado mandava no jogo, enquanto a equipe paraense não tinha força ofensiva. Aos 30, Iago cruzou e Guerrero cabeceou pela linha de fundo. Na segunda troca, Rafael Sóbis entrou no lugar de D'Alessandro. Aos 34, ele bateu escanteio e Guerrero, livre, testou para o fundo da rede – 3 a 1. Em dez jogos, foi o sétimo gol do peruano, que virou o artilheiro do time na temporada. Após o apito final, festa dos 15,3 mil torcedores que, mesmo sob chuva, apoiaram a equipe no Beira-Rio.

COPA DO BRASIL
OITAVAS DE FINAL
JOGO 1
INTERNACIONAL 3 a 1 PAYSANDU

Data e horário: Quinta-feira, 23 de maio, 20h
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre
Arbitragem: Vinícius Araújo, com Miguel Ribeiro da Costa e Bruno Rizo
Vídeo: José Cláudio Rocha Filho, com Rodrigo Ferreira do Amaral e Fabrício Porfírio de Moura
Gols: Internacional - Guerrero (26/1ºT e 34/2ºT) e Rodrigo Lindoso (11/2ºT); Paysandu - Micael (3/2ºT)
Cartões amarelos: Emerson Santos (Internacional); Jhony Douglas (Paysandu)

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Zeca (Guilherme Parede), Emerson Santos, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Lindoso, Edenilson, D’Alessandro (Rafael Sóbis) e Nonato; Nico López (Sarrafiore) e Guerrero
Técnico: Odair Hellmann

PAYSANDU
Mota; Bruno Oliveira, Micael, Victor Oliveira e Bruno Collaço; Uchôa, Jhony Douglas, Marcos Antônio, Thiago Primão (Tiago Luis) e Diego Rosa (Vinicius Leite); Nicolas (Paulo Henrique)
Técnico: Léo Condé