Copa do Brasil 09/07/2019 22h43 Atualizado às 15h03

Inter: dúvidas para a retomada em São Paulo

Internacional viaja com D’Alessandro e Paolo Guerrero para a capital paulista, mas Odair não garante os astros no time contra o Palmeiras

O meia D’Alessandro e o centroavante Paolo Guerrero são os principais nomes do elenco do Internacional na atualidade. O argentino, ídolo máximo da torcida, está em sua décima temporada no clube e é a sua maior referência técnica. O peruano acabou de vir de uma final de Copa América, vencida pela seleção brasileira, mas onde ele foi artilheiro ao lado de Everton, que ficou com o prêmio por ter feito assistências, ao contrário do rival. Mesmo assim, D’Ale e Guerrero não estão garantidos para iniciar o jogo contra o Palmeiras hoje, às 21h30, no Allianz Parque, em São Paulo, o primeiro entre as equipes pelas quartas de final da Copa do Brasil.

O último treino do Internacional antes do duelo com o Palmeiras foi cercado de mistério. O técnico Odair Hellmann está habituado a fechar as atividades em vésperas de confrontos importantes. Guerrero participou dos trabalhos no CT Parque Gigante, mas o treinador colorado deixou dúvida sobre o seu aproveitamento desde o começo da partida, embora a tendência é que ele seja titular já que aparentemente não possui restrição médica.

Os desfalques certos são o zagueiro Emerson Santos, que não pode atuar por pertencer ao Palmeiras, e o lateral-direito Zeca, com um problema muscular na coxa esquerda e que dá lugar a Bruno. Mas o zagueiro Rodrigo Moledo e o volante e capitão Rodrigo Dourado estão à disposição. A dupla desfalcou a equipe gaúcha nos últimos compromissos antes da pausa das competições dos clubes. No meio, Patrick deve ganhar a vaga de D’Alessandro, o que deixa o time colorado mais protegido defensivamente.

Odair lamentou enfrentar o Palmeiras logo na volta após a parada para a Copa América, mas pediu força ao time colorado. “Os jogos que vão estabelecendo mais ritmo. Por mais que você treine, não é a mesma coisa que jogar um Inter e Palmeiras. Não é o ideal sofrer uma parada dessas e reiniciar com um jogo desse nível de decisão. É capacidade de superação e entregar tudo dentro de campo”, enfatizou o treinador.

Manter o ritmo

Enquanto os clubes comemoravam a pausa dos campeonatos para treinar, o Palmeiras tinha a missão de não deixar o ritmo do primeiro semestre cair. “Felipão usou o tempo para acertar algumas coisas que não apareciam nos jogos porque estávamos vencendo. Treinamos muito a marcação para pressionar mais o adversário na perda da bola na parte ofensiva. Usamos este tempo para nos reforçar ainda mais. Tenho certeza de que voltaremos ainda melhor do que quando paramos”, estimou o lateral-esquerdo Diogo Barbosa.

COPA DO BRASIL

Allianz Parque – São Paulo

Hoje, 21h30

PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique, Dudu, Lucas Lima e Zé Rafael; Deyverson Técnico: Luiz Felipe Scolari

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson, Nonato, Nico López e Patrick ou D’Alessandro; Paolo Guerrero (Rafael Sóbis) Técnico: Odair Hellmann

Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio, com Fabrício Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires (GO); Vídeo: Igor Benevenuto de Oliveira (MG), com Elmo Alves Resende Cunha e Leone Carvalho Rocha (GO)
Rádio: Gazeta FM 107.9, Gazeta FM 98.1 e Rio Pardo FM 103.5; TV: RBS TV, Sportv e Premiere

Outro jogo de hoje, 21h30:
Athletico-PR x Flamengo – Curitiba