Copa do Brasil 09/09/2019 23h01 Atualizado às 09h47

Inter pronto para a primeira peleia na decisão da Copa do Brasil

Colorado treina no palco do jogo em Curitiba, a Arena da Baixada. Odair deixa só uma dúvida na lateral esquerda

A inédita decisão da Copa do Brasil entre Internacional e Athletico-PR vai ter a sua primeira batalha nesta quarta-feira, às 21h30, na Arena da Baixada, em Curitiba. O Colorado fez um treino fechado na tarde dessa segunda-feira no seu estádio e viajou à noite para a capital do Paraná. As direções dos clubes fizeram um acordo e a equipe gaúcha vai treinar no piso sintético do palco da partida a partir das 18h30 desta terça-feira. O segundo e definitivo confronto pelo título do torneio será na quarta-feira da semana que vem, também às 21h30, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

Apesar do treino fechado, o técnico Odair Hellmann já tem definido o time titular para esta quarta-feira. Contudo, a boa atuação de Zeca na lateral esquerda na vitória de 1 a 0 sobre o São Paulo, sábado passado, pelo Brasileirão, deixa a dúvida a respeito do seu aproveitamento na posição diante do Athletico ou a manutenção de Uendel.

No segundo caso, a equipe será a mesma que começou na goleada de 3 a 0 em cima do Cruzeiro que classificou o Colorado para a final na última quarta-feira. A provável escalação do Inter terá: Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel ou Zeca; Rodrigo Lindoso, Edenilson, Patrick, D’Alessandro e Nico López; Paolo Guerrero. A expectativa dentro do elenco é grande e Edenilson não a escondeu em entrevista coletiva nessa segunda.

“A carreira do jogador de futebol é feita de títulos. Sabemos que grandes nomes do futebol brasileiro nunca conquistaram a Copa do Brasil, porque é muito difícil de ser conquistada. Eu nunca tinha disputado uma final desse torneio, será a glória para todo torcedor. O Inter não conquista o campeonato há bastante tempo, são dez anos sem ir à final, estou vivendo um momento muito grande junto com a equipe”, frisou.

Foto: Ricardo Duarte/InternacionalEdenilson resumiu o pensamento do grupo colorado, de não deixar escapar a glória
Edenilson resumiu o pensamento do grupo colorado, de não deixar escapar a glória

 

Raphael Claus apita o duelo
A Confederação Brasileira de Futebol escalou o paulista Raphael Claus, da Fifa, para apitar o primeiro jogo das finais da Copa do Brasil. Os assistentes são Rodrigo Corrêa, do Rio, e Neuza Inês Back, de São Paulo, ambos Fifa. O responsável pelo VAR será Rodrigo Ferreira do Amaral, de São Paulo, com Caio Max Vieira, do Rio Grande do Norte, e o paulista Fabrício Porfírio de Moura.

Dúvidas e retornos no time do Athletico
O técnico Tiago Nunes tem dúvidas em dois setores para escalar o Athletico Paranaense. Na zaga, Léo Pereira está novamente à disposição depois de cumprir suspensão no segundo jogo das semifinais contra o Grêmio. O companheiro dele no miolo da defesa diante do Internacional será Robson Bambu ou Lucas Halter, que juntos foram bem no confronto com o Tricolor gaúcho. O também zagueiro Pedro Henrique está fora de ação porque já atuou nesta edição da Copa do Brasil pelo Corinthians.

Outra dúvida é na lateral direita. O garoto Khellven teve uma boa atuação diante do Grêmio, mas agora disputa posição com Madson, que não jogou na quarta-feira passada por estar no Furacão emprestado pelo clube gaúcho. No meio-campo, Léo Cittadini também agradou contra o Tricolor e deve ser mantido na equipe titular, com Nikão mais próximo da dupla de atacantes Rony e Marco Ruben. Assim, Marcelo Cirino fica como opção na reserva.

O Athletico Paranaense deverá ir a campo com Santos; Khellven ou Madson, Léo Pereira, Robson Bambu ou Lucas Halter e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini ou Marcelo Cirino; Nikão, Rony e Marco Ruben.