Esporte 09/09/2019 23h06 Atualizado às 09h58

Treinador do Avenida cobra agressividade na Copa Seu Verardi

China avalia que a sua equipe cria muitas oportunidades de gol, mas ainda finaliza pouco para alcançar resultados positivos

Com duas derrotas e uma vitória na Copa Seu Verardi, o Avenida ocupa a quarta colocação no Grupo C, tendo os mesmos três pontos do Lajeadense, mas atrás pelo critério de gols marcados (6 a 1 para o time do Vale do Taquari). No sábado, o Periquito perdeu por 1 a 0 para o líder Caxias, em sua primeira apresentação diante do torcedor nos Eucaliptos. Mesmo criando chances, a equipe enfrenta dificuldades na hora das conclusões.

O técnico China Balbino admite a necessidade de estudar outras formas de melhorar a efetividade do sistema ofensivo. “Temos conseguido construir, mas o último terço de campo nosso está faltando. Fizemos um gol de bola parada contra o Lajeadense e temos que buscar, a partir de agora, alternativas para tentarmos ser um pouco mais agressivos, finalizar no gol adversário”, avalia.

A evolução se faz necessária para a equipe conquistar novas vitórias e avançar para a segunda fase da Copinha. “Estamos conseguindo ter volume de jogo. A nossa meta é a classificação, ficar entre os quatro primeiros para entrarmos forte nos mata-matas. É o momento de a gente ter opções para trabalhar e encaixar da melhor maneira possível, para fazermos mais gols e buscarmos os resultados positivos”, reforçou China.

Avenida e Caxias voltarão a se enfrentar no próximo domingo, a  partir das 15 horas, no Centenário, na abertura do returno. Dois jogadores estão entregues ao Departamento Médico do Periquito. O lateral-esquerdo Cássio sofreu um estiramento leve no músculo adutor da coxa direita. O volante Felipe Guedes, que ainda não estreou, tem uma lesão no joelho esquerdo. Um exame de imagem vai apontar o grau do problema.