Crise no Inter 10/10/2019 11h42 Atualizado às 08h02

O que se sabe até agora sobre o futuro de Odair Hellmann

Delegação retornou a Porto Alegre pela manhã; direção colorada tem reunião no fim da tarde

Uma reunião marcada para o fim da tarde desta quinta-feira, 10, no Beira Rio, vai definir o futuro do departamento de futebol do Internacional. A derrota para o fraco CSA em um jogo morno na noite dessa quarta-feira deixou Odair Hellmann na corda bamba. Nos bastidores, porém, especula-se que a dança das cadeiras pode chegar a superiores de Papito, que teria o apoio dos jogadores para permanecer até o fim do ano.

Odair dormiu virtualmente demitido, acordou na mesma situação mas chegou a Porto Alegre com sobrevida. A delegação colorada desembarcou por volta das 10 horas e não teve contato com jornalistas nem com torcedores. O clima era visivelmente pesado, com meia dúzia de seguranças escoltando a chegada dos atletas ao ônibus. Jogadores e dirigentes do Inter andam desanimados desde que deixaram escapar o título da Copa do Brasil. Nos últimos quatro jogos pelo Brasileirão o Inter empatou dois e perdeu dois.

Desde o apito final do jogo dessa quarta-feira, quando a cabeça de Odair Hellmann foi colocada a prêmio inclusive por dirigentes do Inter, o assunto é a definição de um substituto para a reta final do Brasileirão. Até mesmo o nome do santa-cruzense Bolívar, que está no Brasil de Pelotas, foi lembrado. Clemer, Cuca, Dunga e Lisca estariam entre os mais cotados.

LEIA MAIS: Lento e sem força, Inter perde para o CSA em Maceió

Mas as incertezas que rondam todos os nomes — algum deles conseguiria injetar ânimo e qualidade na equipe em pouco mais de um mês, a ponto de garantir o Inter na Libertadores de 2020? — pode garantir a manutenção de Odair no cargo até o fim da temporada. Ele teria o apoio dos jogadores, que bancariam sua permanência.

Neste caso, quem pode perder o emprego é Roberto Melo, vice-presidente de futebol do Internacional desde 2017. Ironicamente foi Melo que, na noite passada, disse na coletiva de imprensa que a permanência de Odair não está garantida.

Nas últimas semanas Melo elevou o tom das críticas à CBF e ao VAR, criando problemas para o clube nos bastidores. O descontentamento da direção com Melo somado à falta de um nome de consenso para substituir Odair Hellmann pode provocar esta pequena reviravolta no colorado ainda hoje. Caso Melo caia, o executivo Rodrigo Caetano assumiria o comando do futebol nesta reta final do ano.


MAIS LIDAS