Brasileirão 05/12/2019 19h13 Atualizado às 07h32

Com gols da garotada, Grêmio vence e afunda o Cruzeiro

Na despedida em casa neste ano, Tricolor faz 2 a 0 e deixa a Raposa ainda mais perto da Série B no ano que vem

O Grêmio se manteve firme no G-4 do Brasileirão ao vencer o Cruzeiro por 2 a 0 na noite desta quinta-feira, 5, na Arena, no complemento da 37ª rodada do Brasileirão. Com o resultado, o Tricolor alcançou os 65 pontos e permaneceu na quarta colocação.

O time mineiro segue na 17ª posição, com 36, dentro da zona do rebaixamento à Série B. Para não cair, precisa vencer o Palmeiras no próximo domingo, 8, às 16 horas, em Belo Horizonte, e o Ceará perder para o Botafogo, no mesmo dia e horário, no Rio de Janeiro. Mesmo que a equipe cearense, que tem 38, empate o seu duelo e o rival supere o Verdão, a Raposa cairá da mesma forma por conta do número de vitórias.

PRIMEIRO TEMPO

O Grêmio foi a campo com três alterações no time titular. Na zaga, David Braz começou ao lado do argentino Kannemann. No meio-campo, Michel substituiu Maicon e, no setor ofensivo, Pepê iniciou na vaga de Alisson. Além dessas mudanças, o atacante Diego Tardelli retornou depois de cumprir suspensão.

O duelo começou equilibrado, com as duas equipes buscando o jogo. No entanto, sem chances efetivas de gol. O Grêmio trocava passes rápidos, tentando explorar as laterais, mas o Cruzeiro se fechava na defesa e se lançava ao ataque. Em um deles, aos 9, Orejuela chutou cruzado e ninguém apareceu na área.

Aos 23, David Braz cobrou falta de longe, sem direção. Em alguns momentos, o Grêmio não imprimia um ritmo mais forte e deixava espaços para a equipe mineira puxar o contragolpe. Aos 29, Everton arriscou e Fábio segurou firme.

A Raposa teve uma grande chance de abrir o placar na sequência. Ederson tentou por cobertura e Paulo Victor espalmou para escanteio. Aos 34, Matheus Henrique finalizou da intermediária e Fábio defendeu com tranquilidade. Com o Tricolor demonstrando estar de férias em alguns momentos, a etapa inicial terminou sob ritmo de treino.

SEGUNDO TEMPO

A primeira boa oportunidade foi do Grêmio, aos 7 minutos. Depois da troca de passes no ataque, a bola chegou até Everton, que mandou de canhota e Fábio fez defesa segura. O Cruzeiro respondeu aos 13. Ezequiel deu ótimo passe pra Egídio, que apareceu na linha de fundo, já dentro da área, e cruzou para trás. Robinho, livre, finalizou e Michel bloqueou. Na sobra, Paulo Victor afastou o perigo.

Aos 15, a primeira troca de Renato Portaluppi. Tardelli deixou o gramado sob intensas vaias e Ferreira ocupou o seu lugar. A Raposa ficou com jogador a menos. Robinho lesionou o joelho esquerdo e Adilson Batista já havia feito as três mudanças. Aos 20, Galhardo foi substituído por Ferreira. Logo em seguida, brilhou a estrela do garoto. Pepê tocou, Everton fez um bonito corta-luz e a bola se apresentou para Ferreira, que bateu. A bola ainda desviou em Egídio antes de morrer no fundo da rede de Fábio – 1 a 0.

Com a gurizada a fim de jogo, o Grêmio ampliou aos 39. Pepê fez uma jogadaça pela esquerda, passou por três marcadores e foi derrubado por Cacá na área. Pênalti assinalado pelo goiano André Luiz de Freitas Castro. Ele mesmo cobrou no canto direito de Fábio, que caiu para o outro lado – 2 a 0. Aos 47, Egídio, que já tinha amarelo, levou o segundo e foi expulso.

BRASILEIRÃO
37ª RODADA
GRÊMIO 2 a 0 CRUZEIRO

Data e horário: Quinta-feira, 5 de dezembro, 19h15
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre
Arbitragem: André Luiz de Freitas Castro, com Fabrício Vilarinho da Silva e Cristhian Passos Sorence (GO)
Vídeo: Wagner Reway, com Gilberto Rodrigues Castro Júnior e Oberto da Silva Santos
Cartões amarelos: Egídio, Ariel Cabral, Edilson e Cacá (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Egídio (Cruzeiro)
Gols: Grêmio - Ferreira (21/2ºT) e Pepê (39/2ºT)

GRÊMIO
Paulo Victor; Rafael Galhardo (Patrick), David Braz, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Matheus Henrique, Pepê, Diego Tardelli (Ferreira) e Everton; Luciano (Isaque)
Técnico: Renato Portaluppi

CRUZEIRO
Fábio; Edilson, Cacá, Léo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral (Robinho), Ederson e Orejuela (Ezequiel); David e Fred (Pedro Rocha)
Técnico: Adilson Batista

 

 


MAIS LIDAS