Libertadores 26/02/2020 21h15 Atualizado às 00h18

Internacional vence o Tolima e entra no grupo do Grêmio

Colorado estará na chave E do torneio continental, que tem ainda Universidad Católica e América de Cali

Com sofrimento, o Internacional está na fase de grupos da Copa Libertadores da América. Em desvantagem numérica desde os 16 minutos do segundo tempo, quando D'Alessandro foi mais cedo para o chuveiro, o Colorado venceu o Tolima por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, 26, no Beira-Rio, e carimbou a vaga na competição continental. No primeiro confronto, na semana passada, na Colômbia, as equipes ficaram no 0 a 0.

Assim, o time gaúcho ingressará na chave E, que tem o arquirrival Grêmio, a Universidad Católica, do Chile e o América de Cali, da Colômbia. A estreia acontece na próxima terça-feira, 3, contra a Universidad, às 19h15, em casa. Os dois Gre-Nais históricos também já têm as datas definidas: 12 de março e 8 de abril na Arena e no Beira-Rio, respectivamente.

PRIMEIRO TEMPO:

Sem Moisés, vetado por conta de uma entorse no tornozelo esquerdo, Uendel permaneceu entre os titulares. O Inter começou no abafa e, logo a 1 minuto, Guerrero arriscou de fora da área, obrigando Montero a fazer uma boa defesa. A equipe de Eduardo Coudet ocupava o campo de ataque e encurralava o adversário.

Aos 17, D'Alessandro cobrou falta frontal, mas a bola desviou na barreira. Os colombianos tentavam sair de atrás para puxar o contragolpe. Aos 24, Estupinãn chutou em cima da marcação e Marcelo Lomba segurou firme. Mesmo controlando as ações, a torcida do Inter ficou impaciente com os toques para o lado do time, que encontrava dificuldades para furar o bloqueio defensivo do Tolima.

Os visitantes começaram a gostar do jogo e quase abriram o placar aos 31. Rodríguez mandou uma bomba da intermediária e Lomba espalmou para escanteio. O Inter respondeu aos 33. D'Alessandro cruzou da direita e Bruno Fuchs cabeceou pela linha de fundo, com perigo. As 39, Boschilia tocou para Uendel, que finalizou fraco, de perna direita.

Assim que viu Rodrigo Lindoso errar o passe para D'Alessandro, sacou o volante e colocou Marcos Guilherme. Por pouco, o Tolima não largou na frente aos 44. Estupinãn recebeu de Campaz e bateu cruzado para grande intervenção de Lomba, que evitou o gol. Quando o primeiro se encaminhava para o fim, o Colorado largou em vantagem. Marcos Guilherme tocou para D'Alessandro, que entortou Banguero duas vezes e rolou para Guerrero, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes, aos 48 minutos.

SEGUNDO TEMPO:

Aos 5 minutos, Guerrero cobrou falta, mas mandou longe do gol de Montero. O Tolima respondeu aos 9 com Campaz, que recebeu em frente à área e mandou à esquerda da meta de Lomba. Na sequência, Guerrero carimbou a marcação. D'Alessandro pegou o rebote e arriscou, sem direção.

O Colorado sofreu um sério prejuízo aos 16. D'Alessandro, que já tinha cartão amarelo, foi expulso por entrada violenta em Robles. Apesar da desvantagem numérica, o Inter encontrava espaços. Aos 28, Musto ficou com a sobra e finalizou por chuta por cima do gol de Montero.

Logo em seguida, outra boa chegada. Guerrero tocou de calcanhar para Uendel, que cruzou rasteiro e o goleiro colombiano segurou. O duelo ganhou ares de emoção, com a equipe colombiana pressionando em busca do empate e o Inter parando em Montero. 

COPA LIBERTADORES DA AMÉRICA
3ª FASE PRELIMINAR
JOGO 2
INTERNACIONAL 1 a 0 TOLIMA

Data e horário: Quarta-feira, 26 de fevereiro, 21h30
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre
Arbitragem: Guillermo Guerrero, com Christian Lescano e Ricardo Baren (Equador)
VAR: Luis Quiroz (Equador)
Cartões amarelos: D'Alessandro, Rodinei e Marcos Guilherme (Internacional); Quiñones e Banguero (Tolima)
Cartão vermelho: D'Alessandro (Internacional)
Gol: Internacional - Paolo Guerrero (48/1ºT)

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Rodinei (Rodrigo Moledo), Bruno Fuchs, Víctor Cuesta e Uendel; Musto, Rodrigo Lindoso (Marcos Guilherme), Edenilson e Gabriel Boschilia; D’Alessandro e Paolo Guerrero
Técnico: Eduardo Coudet

TOLIMA
Montero; Castrillón, Moya, Quiñones e Banguero; Gordillo, Robles, Ríos (Albornoz), Campaz e Estupiñan (Miranda); Rodríguez (Ramos)
Técnico: Hernán Torres


MAIS LIDAS