CT Parque Gigante 22/05/2020 16h35

Coudet concede entrevista para falar sobre estágio atual do Inter

Contratado sob o desafio de mudar a forma de a equipe atuar e implantar uma nova identidade, o argentino diz sentir-se "em família" no Beira-Rio

O técnico argentino Eduardo Coudet falou sobre os primeiros meses de trabalho no Beira-Rio em entrevista ao canal oficial do clube na quinta-feira, 21. De acordo com Coudet, o Inter estava em uma “boa forma” quando as competições foram suspensas. Mas ainda em um estágio inicial no processo de adaptação a suas ideias.

Foram nove vitórias, cinco empates e uma derrota em 15 jogos, com 71,1% de aproveitamento. O Inter avançou nos dois mata-matas da Libertadores e liderava a chave na competição sem sofrer gols. No Gauchão, o único tropeço veio para o Grêmio, na semifinal do primeiro turno. Mas a equipe tem a melhor campanha geral. “Foi o início de um processo. Lamentavelmente, veio a parada quando estávamos nos sentindo em boa forma, mas acho que podemos retomar. A gente sempre pode melhorar. Queremos estar ainda melhores. Vamos nos preparar para tratar de encontrar a melhor forma o mais cedo possível”, afirmou.

Desde o primeiro dia de treinos, Coudet trabalhou para fazer do Inter um time “intenso”. A equipe penou nos primeiros jogos, mas dava sinais de que estava engrenando no estilo proposto pelo técnico quando as competições foram paralisadas. A amostra é reduzida, mas suficiente para despertar o carinho do torcedor com o treinador. “Isso me deixa muito bem. Porque a gente quer dar uma identidade à equipe em que as pessoas se sintam identificadas. Cada jogador vai dar o máximo e vale a paixão que falamos antes, do torcedor do Inter, do que é o clube, a história. Disso, não tenho dúvida. Espero que os resultados nos acompanhem e que possa dar muitas alegrias à torcida do Inter”, enfatizou.