EFEITO DA PANDEMIA 23/06/2020 18h29

Liga de Basquete Feminino encerra temporada 2020

Competição começou oficialmente em 8 de março e foi paralisada seis dias depois, com apenas três jogos disputados

A Liga de Basquete Feminino anunciou nesta terça-feira, 23, o encerramento precoce da temporada 2020 em razão da pandemia do novo coronavírus. De acordo com a entidade, a decisão foi tomada pelas equipes participantes da competição em reunião por videoconferência nesta terça.

“Foi decidido que a competição não será realizada, haja vista a pandemia que nosso país ainda vive. Mês a mês, estávamos estudando as possibilidades de retorno e, ontem (segunda) à noite, tivemos uma reunião virtual com os médicos da Confederação Brasileira de Basketball, que colocaram com propriedade as inseguranças que poderiam haver nos jogos. Procuramos preservar a integridade de nossas atletas e comissões técnicas. Com isso, a liga e os clubes optaram por cancelar a temporada”, disse o presidente em exercício da LBF, Valter Ferreira.


LEIA TAMBÉM: NBA aprova retomada da temporada no fim de julho em complexo da Disney

A décima edição da LBF havia começado em 8 de março, mas acabou sendo paralisada apenas seis dias depois em razão da quarentena. Antes da paralisação, apenas três jogos haviam sido disputados: Ituano x Santo André (71 a 73), Vera Cruz Campinas x Pró-Esporte Sorocaba (98 a 85) e Sampaio Basquete x Sesi Araraquara (76 a 46). Oito equipes, de quatro estados, estavam no campeonato.

A exemplo do que aconteceu no Novo Basquete Brasil (NBB), que encerrou sua temporada no começo de maio, a temporada da LBF também terminou sem um campeão.

LEIA MAIS: Clubes decidem pelo cancelamento da temporada 2019/2020 do NBB

A ideia de encerrar o campeonato de forma precoce vinha sendo combatida nas primeiras semanas de quarentena. A LBF chegou a elaborar um protocolo médico para uma retomada, mas não havia garantias. Havia até o planejamento de retomar os jogos em agosto, em apenas duas sedes, com apenas um turno e jogos únicos nos playoffs, seguindo recomendações médicas e cuidados de distanciamento.

De acordo com a LBF, o formato chegou a ser aprovado pelas equipes, mas acabou sendo anulado na reunião desta terça. “Acreditamos que foi a melhor forma possível. Com essa medida, nós conseguimos preservar a todos, e torcemos para que possamos fazer, em 2021, uma temporada muito mais forte, com essa pandemia controlada. Agradecemos a todos os patrocinadores, equipes, comissões, todos que se empenharam ao máximo nesta questão”, explicou Ferreira.

LEIA TAMBÉM: Técnico do UniCo troca experiências em grupos de estudos virtuais