Gauchão 30/06/2020 21h59

Retorno do campeonato estadual no dia 19 de julho está descartado

Secretário de Esporte do Rio Grande do Sul, Francisco Vargas, afirmou que o avanço de casos da Covid-19 impossibilita a volta imediata do futebol

O avanço de casos do novo coronavírus no Rio Grande do Sul impossibilitará o retorno do campeonato estadual no início da segunda quinzena de julho, como pretendia a Federação Gaúcha de Futebol (FGF). Nessa segunda-feira, 29, o secretário de Esporte do Rio Grande do Sul, Francisco Vargas, descartou a volta imediata do futebol, justamente pelo crescimento da doença. Por meio da Secretaria de Governança e Gestão Estratégica (SGGE), o Governo do Estado pediu um prazo maior para analisar o protocolo encaminhado pela FGF de retomada da competição, prevista para o dia 19 do próximo mês.

“Eu, infelizmente, não sei dizer quando vai reiniciar o Gauchão. Mas não existe a possibilidade de retorno no dia 19 de julho. Há alguma possibilidade de 2 de agosto“, comentou Vargas. Segundo o Piratini, o adiamento da análise do plano de segurança, entregue pela Federação há quase duas semanas, se dá pelo aumento no número de regiões em bandeira vermelha, de acordo com o modelo de distanciamento controlado. No cenário atual, dos seis municípios sugeridos pela FGF para a conclusão do certame, apenas Caxias e Pelotas encontram-se na cor laranja.

LEIA MAIS: Federação Gaúcha de Futebol apresenta plano para retomada

Além disso, o período da semana de 19 de julho, historicamente, é marcado por um maior número de internações hospitalares por problemas respiratórios em todo o território gaúcho, o que pode acarretar na tomada de medidas mais restritivas de circulação. Com um prazo maior de avaliação, o Estado terá mais dados para embasar uma decisão final sobre a data de retomada do Gauchão. No momento, a projeção é de que o torneio possa voltar entre o final de julho e o começo de agosto.

“Como estamos com um bom diálogo com a federação, que compreende a situação por que estamos passando no Estado, vamos estender essa análise por mais um período para tomarmos a decisão mais sensata e segura possível. O interesse de todos os envolvidos é de não colocar a vida de ninguém em risco”, afirmou o secretário da SGGE, Claudio Gastal.

LEIA MAIS: Federação de Futebol quer volta do Gauchão até agosto