Tricolor 27/07/2020 14h28

Renato minimiza empate do Grêmio e faz coro para liberação da Arena

Treinador afirmou que faltou atenção e tranquilidade, mas ressaltou dificuldades nos jogos pela manhã

O Grêmio empatou com o Ypiranga no CT Hélio Dourado, em Eldorado do Sul, no domingo, 26, com uma atuação abaixo do esperado. Porém, o técnico Renato Portaluppi minimizou o rendimento no 1 a 1, o que praticamente assegurou a liderança tricolor no Grupo B neste segundo turno. A principal chance do segundo tempo caiu nos pés de Matheus Henrique, que ficou cara a cara com o goleiro adversário, mas parou em Deivity. O lance exemplifica o que o treinador chamou de falta de tranquilidade na hora de definir as jogadas.

“Lógico que o Grêmio não fez uma grande partida, mas deu para o gasto. Uma das coisas que mais cobro da minha equipe é justamente ter tranquilidade no último passe, na hora do chute, de decidir a jogada e evitar ao máximo o chute do adversário próximo ao nosso gol. Foi o que aconteceu. Faltou um pouco de atenção e de tranquilidade. Cobrei eles no intervalo. Talvez tenhamos nos precipitado hoje, mas é normal. Falei antes do Gre-Nal que levará de 10 a 12 jogos para os jogadores readquirirem o ritmo de jogo. Mas na sequência dos jogos, tudo vai voltar ao normal”, destacou. “Criou bastante, principalmente para domingo de manhã. Não serve de desculpa, mas tudo muda, alimentação, horários. É um pouco mais difícil. E temos que dar méritos para o adversário que se defendeu muito bem”, completou.

Artilheiro do Grêmio nas últimas duas temporadas, Everton vive uma situação diferente neste ano: já são oito jogos sem balançar as redes.aa. Renato segue confiante no camisa 11. “O Everton já teve dias melhores, fases melhores, mas é o Everton. Mesmo não estando 100%, nos ajuda bastante e preocupa o adversário. Ele é muito marcado pelos adversários. Não desaprendeu a fazer gols. Quando pega a bola, já tem dois ou três marcadores em cima dele. Daqui a pouco ele reencontra o caminho do gol. O importante é que está se esforçando, está aqui com a gente e vamos precisar dele”, opinou.

A proximidade com os jogos eliminatórios faz crescer o coro do Grêmio pela liberação dos jogos em Porto Alegre. O técnico Renato Portaluppi é o porta-voz do clube no clamor pela revisão do veto imposto pela Prefeitura. “Acredito que mais cedo ou mais tarde a Arena vai ser liberada, como o próprio Beira-Rio. Acredito que nesta próxima semana podemos ter essa notícia. Se temos a condição de jogar no nosso estádio, é melhor. Seguindo os protocolos, não vejo por que o prefeito não liberar a Dupla de jogar nos seus estádios”, declarou.


Assédio estrangeiro

O jornalista Greg Seltzer listou 10 nomes de técnicos para substituir o holandês Frank De Boer no Atlanta United, equipe da Major League Soccer (MLS), principal liga dos Estados Unidos. Entre eles, está Renato Portaluppi, do Grêmio. O Atlanta é um dos novos e expoentes clubes americanos. Foi campeão em 2018 sob o comando de Tata Martino. O craque da equipe é o veneuelano Josef Martínez, que inclusive já foi alvo do Grêmio anos atrás. O empresário de Renato, Gerson Oldenburg afirmou não ter sido contatado pelos dirigentes norte-americanos.