GAUCHÃO 04/08/2020 15h11

Correção x motivação para o Gre-Nal 426 na Arena

Tricolor busca melhorar o rendimento após vitória suada sobre o Noia. Colorado celebra goleada e novo ânimo para o clássico nesta quarta

Grêmio e Internacional fazem a final do segundo turno do Gauchão nesta quarta-feira, 5, a partir das 21h30, na Arena. Esse será o clássico 426 da história e o quarto somente em 2020. Até agora foram duas vitórias do Tricolor, ambas no Estadual, e um empate pela fase de grupos da Copa Libertadores da América. Depois das classificações no último domingo, 2, o foco é total para conhecer o adversário do Caxias, vencedor do primeiro turno, na grande decisão do certame.

O Tricolor terá de errar menos se quiser chegar à final da competição. O técnico Renato Portaluppi admitiu os erros individuais e coletivos após a sofrida vitória por 4 a 3 sobre o Novo Hamburgo, em casa. “Nossa equipe deu mole”, sentenciou. Por isso mesmo, ele já avisou que os atletas vão ter que se comportar de maneira diferente na final.


LEIA MAIS: Grêmio vence o Novo Hamburgo e está na final do 2º turno do Gauchão

“Temos que melhorar sempre, mesmo jogando bem. Falta de ritmo é terrível para os jogadores e vamos precisar de dez, 12 partidas para corrigir isso. Entrou na cabeça de alguns que já estávamos classificados. Um erro grave. No futebol você tem que matar o jogo, não importa se está dois, três ou quatro a zero” enfatizou o treinador.

Para Renato, o quarto Gre-Nal do ano tem tudo para reservar muitas emoções. “Agora é corrigir os erros e pensar na quarta-feira, no Gre-Nal. Mais uma vez vamos medir forças e será um clássico competitivo e equilibrado. Não há favorito, e os dois têm chances. Só um vai avançar, e vamos trabalhar para que seja o Grêmio”, comentou.

Destaque nos 4 a 0 sobre o Esportivo no Beira-Rio, o meia-atacante do Inter, Thiago Galhardo, entende que o fato de o Grêmio estar invicto frente ao arquirrival em seus domínios há seis anos e quatro meses não é motivo de preocupação. “Os tabus foram feitos para serem quebrados. Quando você está muito tempo sem vencer, está mais próximo de quebrar do que permanecer”, disse. Ele já tem cinco gols e cinco assistências nesta temporada, além de ser peça fundamental na equipe comandada pelo treinador Eduardo Coudet.

LEIA MAIS: Inter atropela o Esportivo e garante vaga na final do 2º turno

Em entrevista virtual concedida nessa terça-feira, 3, o meia-atacante classificou os outros três clássicos de 2020 como atípicos. “No primeiro teve uma expulsão rápida (Musto), algo que acontece uma vez a cada cem jogos, como foi a confusão na Arena. Para vencer é manter o que viemos fazendo, não mudar nada, esse é o segredo. Até porque fizemos uma baita partida e se tivesse que ter um vencedor naquele jogo (Libertadores), com certeza seríamos nós”, avaliou o atleta.

Vuaden apita a final do returno

Em audiência na sede da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Leandro Pedro Vuaden, de 45 anos, foi o árbitro escolhido para apitar o Gre-Nal 426 nesta quarta-feira, válido pela final do segundo turno. Nascido em Roca Sales, no Vale do Taquari, Vuaden vai para o seu 14º clássico na carreira.

Ele será auxiliado por Lúcio Beiersdorf Flor e José Eduardo Calza. O quarto árbitro é Jonathan Pinheiro. A partida decisiva na Arena contará ainda com o recurso do árbitro de vídeo (VAR), que será comandado por Jean Pierre Gonçalves Lima, com o auxílio de Vinícius Amaral e Jorge Bernardi.

LEIA MAIS NOTÍCIAS DE ESPORTE