NOS PÊNALTIS 22/12/2020 15h16 Atualizado às 22h16

É CAMPEÃO! Galo levanta a taça da Copa FGF em Porto Alegre

São José devolveu o 3 a 1 no tempo normal, mas Santa Cruz conquistou o título nas penalidades

O Galo é campeão! Em um jogo muito disputado em Porto Alegre, a equipe do técnico William Campos venceu o São José nos Pênaltis e levantou a taça da Copa FGF.

A força do São José, de Porto Alegre, time da elite do futebol gaúcho, foi predominante na tarde desta terça-feira, 22, no Estádio Passo D’Areia, e a equipe da casa devolveu o placar construído pelo Galo no último sábado, 19, nos Plátanos, quando venceu o jogo de ida por 3 a 1. Desta vez com o placar favorável à equipe da Capital, o Troféu Ibsen Pinheiro foi decidido nas cobranças de penalidades.


Na decisão dos 90 minutos, o Zequinha marcou duas vezes no primeiro tempo, com Kelvin e Wagner. Em igualdade no placar agregado, a segunda etapa foi de muitas emoções. Kelvin marcou para o São José logo no primeiro minuto do segundo tempo, e Juliano Fogaça fez o gol de honra do Galo aos 5.

Nos pênaltis, o Galo levou a melhor. O Zequinha errou duas penalidades, e o experiente Jajá converteu a última cobrança, que deu ao alvinegro o tão sonhado título e, de quebra, a vaga na Copa do Brasil 2020.


PRIMEIRO TEMPO

Os primeiro tempo foi todo do São José. Primeiro com Wagner e depois com um chute de Juliano na trave de Fabiano, aos 10 minutos, os donos da casa foram logo atrás do resultado. E a pressão deu certo.

Após vários cruzamentos para a área, a equipe abriu o placar aos 14 minutos. Em uma jogada que saiu do lado direito e passou por toda a área em cruzamento rasteiro, Kelvin só completou de perna esquerda no segundo poste para abrir o placar aos 14 minutos.

O Santa Cruz tinha dificuldade para fazer seu jogo, o time da casa mostrava mais volume físico e empurrava o Galo para seu próprio campo. Aos 34, em mais um cruzamento rasteiro que a defesa do Galo não conseguiu rebater, Wagner apareceu na pequena área após passe da esquerda e finalizou na cara do gol para fazer o segundo gol da partida. O Zequinha chegava ao placar que levava a decisão para as penalidades ainda no primeiro tempo.

O Galo praticamente não teve chances na primeira etapa. Nena marcou presença na área adversária, mas não conseguiu finalizar, e o sistema ofensivo do Santa Cruz não chegou a testar o goleiro Fabio nos primeiros 45 minutos.


SEGUNDO TEMPO

Precisando de mais um gol para levar o título, o São José alcançou o resultado esperado logo no primeiro minuto da segunda etapa. Em velocidade, o ataque do time da casa envolveu mais uma vez a defesa alvinegra e em cruzamento da direita, Fabiano Heves conseguiu evitar o gol de Wagner no primeiro lance, mas a bola sobrou no meio da área para Kelvin, que encheu o pé para fazer o terceiro gol.

Com a vantagem que conquistou no primeiro jogo desfeita, o Galo foi para cima na vontade. Após um escanteio da esquerda aos 5 minutos, Nena dividiu no alto com a defesa, a bola ficou viva na área e chegou para Juliano Fogaça na pequena área, que marcou o gol com o pé direito. O Santa Cruz estava novamente vivo, levando a decisão para as penalidades.

O gol deu novo ânimo ao Santa Cruz, a equipe se soltou e começou a ameaçar o São José. Aos 10 minutos, Nena foi lançado na área e, de cabeça, serviu David, que marcou o segundo, mas a arbitragem assinalou impedimento na jogada inicial. O jogo era truncado, com muitas faltas e discussões entre os atletas. A cada minuto que passava, a partida ficava mais tensa.

Na reta final, o São José ainda pressionou para marcar o quarto gol. O Santa Cruz foi valente, e apesar de ter sofrido muito no Passo D’Areia, a equipe levou a decisão para os pênaltis, nos quais venceu por 4 a 3.


PÊNALTIS

Fábio, goleiro do time da capital, bateu o primeiro e acertou a trave. Jean Roberto converteu sua cobrança e colocou o Galo na frente. Vitor Júnior mandou por cima do gol e errou também o segundo do São José. Nena teve a oportunidade de ampliar a vantagem do Galo, mas parou em Fábio. Alexandre marcou para o Zequinha e empatou a disputa.

A partir daí, os marcadores converteram. Thomaz e Vinícius anotaram para o Santa Cruz, enquanto Wagner e Marcelo fizeram para o São José. Jajá, atacante do Galo, foi para a última cobrança e acertou, dando o título ao time alvinegro.


COPA IBSEN PINHEIRO

Local: Estádio Passo D’Areia
Data/Horário: 22/12, 15h30
Arbitragem:  Jean Pierre Gonçalves Lima, com Rafael da Silva Alves e Tiago Augusto Kappes Diel 
4º Árbitro: Marcus Vinícius Gonçalves dos Santos  
Cartões amarelos: Cleiton (São José); Nena, Benhur (Santa Cruz)
Gols: Kelvin, aos 14min/1ºT e 1min/2ºT, Wagner, 34min/1ºT (São José); Fogaça, 5min/2ºT (Santa Cruz)

SANTA CRUZ
Fabiano Heves; Marlon, David, Léo Carioca e Ivan (Allan Cristian); Benhur (Thomaz), Elias (Jajá), Jean Roberto, Laion; Fogaça (Vinícius) e Nena;
Técnico: Wiliam Campos

SÃO JOSÉ
Fábio; Samuel (Wagner Fogolari), Cleiton (Fabiano), Bruno Jesus e Marcelo; Rafael Castro, Crystopher (Alexandre), Juliano (João Guilherme), Wagner; Kelvin (Vitor Junior) e Maradona
Técnico: China Balbino

A partida foi transmitida ao vivo, em vídeo, pela Federação Gaúcha de Futebol. Assista abaixo: