BRASILEIRÃO 06/01/2021 19h14 Atualizado às 11h30

No retorno do Brasileirão, Grêmio vence o Bahia

Diego Souza fez o gol de desempate na Arena, e com vitória de 2 a 1, tricolor gaúcho está de volta ao G-4

O Campeonato Brasileiro recomeçou em 2021 para o Grêmio. O tricolor gaúcho recebeu o tricolor baiano na Arena, em Porto Alegre, nesta quarta-feira, 6, pela 28ª rodada da competição.

Com um gol de Vanderson no primeiro tempo e Diego Souza no segundo, a equipe venceu por 2 a 1 o Bahia, que chegou a empatar a partida no início do segundo tempo e deu trabalho aos gaúchos em Porto Alegre.

A 12ª vitória gremista na competição devolveu ao time de Renato Portaluppi um lugar no G-4.

PRIMEIRO TEMPO

O Grêmio começou melhor. Logo aos seis minutos, Diego Souza por pouco não abriu o placar ao desviar de cabeça um cruzamento de Diogo Barbosa. A bola saiu raspando a trave.

Aos 15, o tricolor gaúcho abriu o placar com Vanderson. O garoto aproveitou o lançamento longo de Jean Pyerre da esquerda e meteu a cabeça na bola dentro da grande área. A finalização foi colocada, no cantinho do goleiro Douglas. Grêmio 1-0.

O Bahia respondeu na finalização do zagueiro Ernando aos 16 minutos, que pegou um voleio após cruzamento de direita. Vanderlei defendeu no meio do gol. Aos 20, Vanderlei espalmou mais uma, em chute de fora da área de Daniel.

Aos 26 minutos, o atacante Gilberto recebeu uma bola longa na direita e cortou pro meio, tirando a marcação. A finalização foi cruzada, de fora da área, sem chances de defesa, empatando o jogo. Para a sorte do Grêmio, a arbitragem viu impedimento no início do lance e o árbitro Ramon Abatti Abel (SC) anulou.

Aos 47 da primeira etapa, Gilberto recebeu nas costas da zaga gremista, na carra do goleiro Vanderlei. O toque do atacante do Bahia saiu pelo lado, e por muito pouco a partida não foi para o intervalo em igualdade no placar.

SEGUNDO TEMPO

O segundo tempo mal havia começado quando o Bahia alcançou o empate. Antes do primeiro minuto ser completado, Vanderlei já espalmava um chute perigoso para escanteio. Aos dois minutos, Anderson Martins recebeu de Ramírez e tocou colocada no canto, para empatar a partida: 1-1.

A igualdade era ruim para o tricolor gaúcho, e a equipe foi à frente. Logo em seguida ao sofrer o gol, aos oito minutos, o Grêmio passou à frente no placar novamente, com um gol de Diego Souza. O atacante chutou forte uma cobrança de falta da entrada da área. O goleiro Douglas quase fez um milagre ao salvar a bomba desferida no meio, mas a bola ganhou altura e caiu dentro do gol: Grêmio 2-1.

O jogo seguiu parelho, com as duas equipes buscando o gol. Atrás no placar, o Bahia assumiu uma atitude de buscar a igualdade. A equipe criava mais oportunidades e finalizou mais que o time da casa, mas não chegou a ter uma oportunidade clara de gol. Vanderlei fez mais uma partida segura, e apareceu quando foi exigido. O jogo não foi brilhante para o tricolor gaúcho, mas os três pontos garantiram o retorno ao G-4.

O Grêmio agora soma 48 pontos no Brasileirão, na quarta posição. O Bahia fica com 28 e é 16º, o primeiro fora da zona de rebaixamento.

Pelo Brasileirão, o Grêmio volta a jogar sábado, dia 9, contra o Fortaleza, fora de casa. A partida é no Castelão, a partir das 21 horas.

O Bahia tenta a recuperação no campeonato jogando fora de casa contra o Atlético Goianiense, no domingo, 10, início 18h15.


GRÊMIO x BAHIA
Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre-RS
Data: 06/01, 19h15
Arbitragem:  Ramon Abatti Abel (SC), com Kleber Lucio Gil (SC) e Johnny Barros de Oliveira (SC)
VAR:  Caio Max Augusto Vieira (RN)
Cartões amarelos: Matheus Henrique, Vanderlei (Grêmio); Thiago, Ramon, Rossi, Gilberto (Bahia)
Cartão vermelho: 
Gols: Vanderson, aos 15min/1ºT, Diego Souza, aos 8 min/2ºT (Grêmio) ; Anderson Martins (Bahia) 1min/2ºT

GRÊMIO
Vanderlei; Vanderson (Thaciano), Rodrigues, Kannemann e Diogo Barbosa; Lucas Silva (Darlan), Matheus Henrique, Jean Pyerre (Pinares), Alisson (Everton) e Pepê; Diego Souza (Churín).
Técnico: Renato Portaluppi

BAHIA
Douglas; Nino Paraíba, Ernando, Anderson Martins, Matheus Bahia (Zeca); Ronaldo, Índio Ramirez, Ramon (Clayson), Daniel (Gabriel), Thiago (Rossi); Gilberto
Técnico: Dado Cavalcanti