Tricolor 17/02/2021 13h20

Renato conversa com elenco para ajustar postura do Grêmio

Treinador garantiu que a equipe jogará com determinação para buscar o título da Copa do Brasil

O técnico Renato Portaluppi teve uma conversa de aproximadamente uma hora na manhã dessa terça-feira, 16, na chegada dos jogadores ao CT Luiz Carvalho. O objetivo é mudar a postura da equipe de olho no duelo contra o Palmeiras na final da Copa do Brasil.

Na atividade, o zagueiro Kannemann apenas correu no gramado e poderá desfalcar a equipe para o confronto de domingo contra o Athletico-PR, às 18h15, na Arena. Diagnosticado com uma entorse de grau dois no tornozelo esquerdo, o atacante Luiz Fernando ficará fora por, no mínimo, seis semanas. Os suspensos são Alisson e Pinares. O elenco volta a treinar hoje à tarde.

Após a derrota para o São Paulo, no último domingo, Renato comentou sobre o teor da conversa que teria com os atletas. “O torcedor pode ficar tranquilo. Se o Grêmio vai ser campeão eu não sei. Agora, o Grêmio vai se preparar, vai ser outro Grêmio. Quem vai jogar? É o que eu falo, jogador que se entregar, que ficar focado, esse que me ajudar, vai jogar”, sublinhou. “Já tenho uma equipe basicamente para a final da Copa do Brasil. Vamos brigar bastante. Temos deixado pontos importantes para trás, mas tenho visto todos os erros, vamos ter tempo. A final será totalmente diferente”, prometeu.

Renato desconversou sobre o interesse do Atlético-MG e garantiu estar totalmente focado na decisão da Copa do Brasil. Mas  assegurou que o Grêmio precisará de reforços. “O Grêmio não investiu e chegou em três competições. Tem grandes clubes que investiram e não vão ganhar. Quer ganhar mais? Vamos investir. Quer brigar por todas e ganhar todas? Olha que o Grêmio briga por todas sem investir. Vamos investir e daí a cobrança pode aparecer”, declarou. Em 2020, o Tricolor gastou aproximadamente R$ 32 milhões em seis contratações, três por empréstimo.


Luta por R$ 3,3 milhões

O Grêmio luta por vaga direta à Libertadores 2021 na atual edição do Brasileirão, mas também por uma premiação maior. As cotas de bonificações financeiras concedidas pela CBF sobem a cada posição para os clubes que permanecem na elite do futebol nacional. A diferença entre acabar na quinta posição, a melhor possível de ser alcançada pelo time, e sétima colocação é de R$ 3,3 milhões.


Empréstimos para o América-MG são vetados

O Grêmio admitiu a sondagem e também vetou os empréstimos do lateral-esquerdo Guilherme Guedes e do atacante Guilherme Azevedo para o América-MG. Ao mesmo tempo, vê surgir o interesse do Cruzeiro no segundo jovem. A direção tricolor tomou conhecimento do interesse do Coelho na dupla e de imediato manifestou que não liberará os garotos neste momento. Porém, o Cruzeiro surge como interessado na contratação – sem moldes definidos por ora – de Guilherme Azevedo.


Empréstimo de Matheus Frizzo para o Botafogo é encaminhado

O Grêmio encaminhou o empréstimo de Matheus Frizzo para o Botafogo até o fim da Série B, ou seja, até dezembro deste ano. O volante de 22 anos estava emprestado ao Vitória e não tinha perspectiva de ser aproveitado no Tricolor para a próxima temporada. Frizzo estava emprestado ao Vitória, clube pelo qual disputou 17 jogos na Série B, 14 deles como titular. O clube até conversou pela possibilidade do empréstimo, mas o atleta recebeu outras sondagens e preferiu iniciar a negociação com o Botafogo. O primeiro contato veio logo após o fim da Série B. O volante tem vínculo com o Grêmio até o final de 2022, com multa rescisória de 80 milhões de euros (cerca de R$ 491,71 milhões na cotação atual).


Barcos vai jogar no peruano Alianza Lima

O centroavante argentino Hernán Barcos defenderá o Alianza Lima, do Peru, em 2021. O anúncio foi feito pelo próprio clube peruano, nesta quarta-feira, em sua conta oficial no Twitter. Será o 19º clube da carreira do “Pirata”, que completará 37 anos em abril. Sua última aventura foi pelo Messina, da quarta divisão italiana. Embora seja um clube tradicional do Peru, o Alianza Lima disputará a segunda divisão nacional neste ano. Depois de encerrar em 18º lugar entre 20 clubes no último campeonato, o time da capital experimentou seu primeiro rebaixamento desde a profissionalização do futebol peruano, na década de 1940.