BRASILEIRÃO 21/02/2021 14h13

Flamengo e Internacional fazem 'final' no Maracanã

Em jogo pela penúltima rodada do campeonato brasileiro, vitória dá título antecipado ao Colorado

O Internacional não quer saber de definição do título apenas na última rodada e pretende surpreender o Flamengo às 16 horas deste domingo, 21, no Maracanã, para voltar a conquistar o Brasileirão após 41 anos. A vitória garante o quarto título da principal competição nacional ao Colorado, de maneira antecipada. Dos gigantes do país, apenas o Atlético-MG tem um jejum maior na espera do título. Os mineiros ganharam em 1971. Os gaúchos não são campeões desde 1979 e tentam ser o primeiro time fora do Sudeste a erguer a taça nos pontos corridos, iniciados em 2003.

Dois cariocas são as armas do Inter para a conquista no Maracanã: o técnico Abel Braga, que ainda não digeriu a conturbada saída do Flamengo em 2019, e o meia Patrick, de volta ao time após cumprir suspensão diante do Vasco. O armador, que mesmo sendo carioca jamais defendeu um clube do Estado, é o “motor” do Inter. Com ele, o líder ganhou oito vezes longe de casa e buscará repetir a bela campanha como visitante para soltar o grito de campeão no Rio de Janeiro.

LEIA MAIS: STJD intima CBF a apresentar áudios e vídeo do VAR em Vasco x Inter

Abel conhece bem o atual elenco do Flamengo. Espera tirar vantagem disso e também tenta mostrar que não está “acabado e desatualizado” para o futebol, como muitos chegaram a apontar. Ainda magoado, seria sua resposta aos críticos. Embora possa contar novamente com Patrick, ele não terá o zagueiro argentino Víctor Cuesta, que levou o terceiro cartão amarelo e cumpre suspensão automática. A zaga deve ter Zé Gabriel e Lucas Ribeiro.

Além de todo o clima de decisão que cerca o confronto, ele ganhou um toque de pimenta com declaração polêmica do vice de futebol colorado, João Patrício Herrmann, que acredita em vitória caso não haja “interferência” da arbitragem. “Espero que o árbitro (o paulista Raphael Claus) não nos atrapalhe, que a arbitragem não seja um caos como foi contra o Vasco. Tenho certeza que 11 contra 11, temos toda a condição de voltar do Maracanã com os três pontos (e o título)”, afirmou. O Inter tem 69 pontos; o Flamengo, 68. No segundo turno, os gaúchos lideram com 34, diante de 33 dos cariocas.

LEIA MAIS: Vasco pede no STJD anulação da partida contra o Inter

Rodinei vai para o jogo com doação de R$ 1 milhão

Às vésperas da “final” do Brasileirão contra o Flamengo, o Internacional recebeu um presente inesperado de um torcedor. O clube ganhou uma doação de R$ 1 milhão do empresário Elusmar Maggi Scheffer, de Cuiabá (MT), a ser utilizada no pagamento da multa ao Flamengo pela escalação do lateral-direito Rodinei.

O jogador é considerado um trunfo do treinador porque já defendeu o Flamengo e conhece bem o adversário. Contudo, ainda pertence ao time carioca e atua no Inter sob contrato de empréstimo, que contém cláusula que estipula multa de R$ 1 milhão caso ele seja escalado. “Já comemorei muito as vitórias do meu time, e a felicidade de viver esse momento com o clube do meu coração, com a real possibilidade de sermos campeões brasileiros, fez com que eu decidisse ajudar”, disse Scheffer por meio da assessoria de comunicação do Inter.

O duelo no Maracanã pode representar uma ocasião inédita na era dos pontos corridos do Brasileiro. Pela primeira vez desde que o atual sistema de disputa foi aplicado, em 2003, um confronto direto entre os dois primeiros colocados pode definir o título. Caso a equipe gaúcha não vença, a briga pelo campeonato ficará para a rodada final, na próxima quinta-feira, quando o Inter recebe o Corinthians e o Flamengo encara o São Paulo, no Morumbi. Toda a última rodada será 21h30.

LEIA MAIS: Inter vence o Vasco e segue líder a duas rodadas do final

Flamengo tenta impedir a “festa”

O Flamengo quer fazer valer o mando de campo contra o Internacional para adiar a final e ter vantagem na última rodada, diante do São Paulo, fora de casa. O Rubro-Negro carioca tem obrigação de ganhar para não precisar torcer para o Corinthians na rodada decisiva. Uma derrota custa o título. Assim como na conquista de 2009, há a chance de assumir a liderança justamente na penúltima rodada. E os flamenguistas se agarram nessa coincidência para tentarem se aproximar do bicampeonato. “Ter a oportunidade de fazer história com a camisa do Flamengo é um privilégio. Nós temos de usar esse privilégio como motivação para nos dedicarmos cada vez mais”, afirmou o capitão Diego Ribas, que mais uma vez atuará como primeiro volante.

William Arão fraturou o dedo do pé após um acidente doméstico e deve ser o único desfalque do time comandado por Rogério Ceni. Mesmo sendo volante, ele vinha atuando na zaga, ao lado de Rodrigo Caio. Caso não tenha condições, Gustavo Henrique deve jogar na defesa.

LEIA MAIS: Empresa que opera VAR no Brasileirão explica falha no jogo entre Vasco e Inter