Tricolor 22/02/2021 12h08 Atualizado às 12h21

Grêmio garante sexta participação seguida na Libertadores

Renato Portaluppi aproveitou a partida contra o Athletico-PR para testar jogadores, o que deve ocorrer também contra o RB Bragantino

O Grêmio venceu o Athletico-PR no domingo e garantiu vaga na Libertadores pela sexta temporada consecutiva. Com isso, ficou próximo do recorde do São Paulo, que foi à competição continental entre 2004 e 2010. O feito foi saudado pela Conmebol, que no perfil oficial da competição, parabenizou o Tricolor pela vaga na edição de 2021.

Para o técnico Renato Portaluppi, o mais importante da partida foi o objetivo alcançado. “O mais importante desta partida foi conseguir a classificação, o objetivo era esse. Agora, temos a chance de entrar de forma direta, mas carimbamos nosso passaporte. Quanto ao jogo, não gostei do primeira etapa, aceitamos muito a maneira de jogar da equipe do Athletico. Procurei mudar três peças no intervalo, coisa que não costumo fazer. Melhoramos, o importante foi o gol que o Thaciano fez”, disse.

Em relação à derrota para o São Paulo na última rodada, o treinador fez seis mudanças na equipe que iniciou a partida. Alguns foram poupados devido a problemas musculares, outros saíram da equipe para que Renato fizesse testes na escalação. “Eu tenho um grupo, ninguém é titular, não existe cláusula para escalar. Vou pelo desempenho, quem se escala é o jogador. Sou um cara sincero, não tenho porque esconder. Temos mais uma partida na quinta e depois temos as duas finais da Copa do Brasil. Estou dando oportunidades, depende do atleta agarrar ou não”, destacou.

O Grêmio volta a campo na próxima quinta-feira, 25, contra o Bragantino, em Bragança Paulista, no Estádio Nabi Abi Chedid, às 21h30, pela última rodada do Brasileirão. As finais da Copa do Brasil, contra o Palmeiras, serão nos dias 28 de fevereiro e 7 de março.


Renato recusou proposta milionária do Catar

Com permanência no Grêmio indefinida para a temporada de 2021, o técnico Renato Portaluppi recusou uma proposta milionária do Al-Rayyan, do Catar, no segundo semestre de 2020, conforme o site GaúchaZH. Conforme apurado pela reportagem, o clube do Oriente Médio tentou a contratação do técnico gremista para o lugar do uruguaio Diego Aguirre, que deixou o Al-Rayyan em novembro passado alegando “motivos pessoais” para a decisão. A proposta para Renato era de US$ 4 milhões (cerca de R$ 21,5 milhões na cotação atual) por temporada. Houve uma reunião com o estafe de Renato, mas a oferta foi recusado pelo treinador, que preferiu concluir a temporada no Grêmio antes de decidir sobre o seu futuro.