BRASILEIRÃO 25/02/2021 21h14 Atualizado às 23h45

Inter deixa escapar o título no Beira-Rio

Colorado não conseguiu vencer o Corinthians em casa, e Flamengo levou o título mesmo com derrota na última rodada

O sonho do tetracampeonato brasileiro para o Internacional terminou de forma trágica. O placar que os colorados esperavam saiu, mas não no Beira-Rio. Dependendo de uma derrota ou empate do Flamengo para poder ser campeão, o Inter viu o São Paulo derrotar o Flamengo por 2 a 1 no Morumbi, mas no Beira-Rio, fracassou em conseguir o gol que lhe daria o título. Sem força no ataque durante os 90 minutos, o Inter ficou no empate sem gols contra o Corinthians viu o Flamengo levantar a taça mesmo com a derrota na última rodada.

PRIMEIRO TEMPO

Apesar de precisar da vitória, o Inter começou o jogo sem pressionar o Corinthians. Yuri Alberto estava postado mais à frente, mas a bola falhava em chegar no atacante com qualidade. O Corinthians buscava o ataque, e aos 16 minutos finalizou com perigo pela primeira vez com Ramiro.

O Inter teve sua primeira chance com Edenílson. Após um chutão da defesa pro ataque, o meiocampista pegou a bola na área pela direita e arriscou um chute rasteiro que o goleiro Cássio caiu para salvar aos 24 minutos.

Aos 34, Moisés invadiu a área pela direita e cruzou para o meio. A bola claramente bateu no braço de Ramiro, do Corinthians, o árbitro Wilton Pereira de Sampaio marcou pênalti, mas foi chamado para olhar o lance no vídeo e anulou a jogada, que poderia colocar o Inter na liderança do campeonato, já que no Morumbi, São Paulo e Flamengo empatavam em 0 a 0.

Aos 40 minutos, o Inter sofreu a baixa do volante Rodrigo Dourado, que saiu lesionado. Abel Braga mandou o volante Rodrigo Lindoso para o campo.

No apagar das luzes do primeiro tempo, o Inter chegou a marcar o primeiro gol, mas o VAR mais uma vez freou a alegria colorada. Yuri Alberto recebeu em impedimento a bola, que veio de Patrick, antes de chutar de dentro da área para vencer o goleiro Cássio.

Ainda antes do primeiro tempo, a torcida do Inter comemorava o gol, mas o do São Paulo. No Morumbi, Daniel Alves abriu o placar para o tricolor paulista. Com isso, bastava um gol do Inter para o time gaúcho ser campeão.

SEGUNDO TEMPO

O Inter voltou sem mudanças para a segunda etapa. Aos cinco minutos de jogo, notícia ruim para os colorados: no Morumbi, o Flamengo empatava o jogo em 1 a 1 com Bruno Henrique. O resultado ainda era bom pro Inter, que seguia dependendo apenas de um gol.

O jogo no Beira-Rio seguia sem muitas emoções. O Inter tinha dificuldades em armar jogadas de ataque e não conseguia chegar no gol. Mas no Morumbi, o São Paulo marcava o segundo gol com o atacante Pablo. O Inter dependia apenas de si para ser campeão, mas o empate não adiantava para o colorado.

Aos 18, Caio Vidal quase desafoga o grito de gol preso na garganta dos colorados ao carimbar a trave direita de Cássio com um chute forte e rasteiro.

O Inter aumentava a pressão contra o Corinhtians pelo gol. Abel Hernández e Thiago Galhardo entraram no time para aumentar a presença ofensiva colorada. Praxedes e Yuri Alberto deixaram o campo.

O tempo ia passando, e o gol não saía: Peglow e Lucas Mazetti no lugar de Caio Vidal e Heitor. Já o Corinthians ficava cada vez mais defensivo.

Aos 51, o Inter conseguiu marcar com Edenílson. Seria o gol do título, mas o jogador colorado estava em impedimento.

Sem ímpeto no ataque, o Internacionel perdeu a chance de ser campeão em seus p´roprios domínios. Mesmo com o resultado de São Paulo e Flamengo beneficiando o Inter, que só dependia da vitória, o Colorado ficou no empate em 0 a 0 e disperdiçou a chance do Tetra por seus próprios erros.

Com 71 pontos após 38 rodadas, o Flamengo sagrou-se Campeão Brasileiro, contra 70 pontos do Inter, que ficou como vice-campeão.

O colorado estreia no Gauchão no dia 1º de março, contra o Juventude, no Beira-Rio.

FICHA TÉCNICA
CAMPEONATO BRASILEIRO
38ª RODADA
INTERNACIONAL
0X0 CORINTHIANS

Data e horário: Quinta-feira, 25 de fevereiro, 21h30m
Local: Estádio Beira-Rio, Porto Alegre-RS
Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO), com Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa/GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa/GO)
VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Cartão amarelo: Cantillo (Corinthians)
Cartão vermelho: 
Gols:


INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Heitor (Lucas Mazetti), Lucas Ribeiro, Victor Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado (Lindoso); Edenílson, Patrick e Bruno Praxedes (Abel Hernandez); Caio Vidal (Peglow) e Yuri Alberto (Thiago Galhardo)
Técnico: Abel Braga

CORINTHIANS
Cássio; B. Mendez, Jemerson, Gil, Fabio Santos; Cantillo, Ramiro, Roni (M. Vital), Cazares; Otero (Léo Natel), Jô
Técnico: Vagner Mancini