Libertadores 05/04/2021 11h44 Atualizado às 22h05

Com Covid-19, Renato é vetado de viagem para o Equador

No domingo, treinador começou a sentir dores musculares e inflamação na garganta, além de febre e indisposição

O técnico Renato Portaluppi não viajou com a delegação do Grêmio para o Equador na manhã desta segunda-feira, 5. Após apresentar um pico febril durante a noite de domingo, sentir dores no corpo e uma inflamação na garganta, o departamento médico vetou a ida do treinador para Quito, onde o Grêmio enfrenta o Independiente del Valle nesta quarta-feira, 7, às 19h15, no Estádio Casa Blanca. A filha Carol Portaluppi confirmou que o treinador está com Covid-19 por meio de story no Instagram.

Capitão do Tricolor no clássico Gre-Nal do último sábado, o meio-campista Maicon permaneceu em Porto Alegre, mesma situação do zagueiro Kannemann, que ainda se recupera de lesão. Além deles, o garoto Pedro Lucas, que vinha ganhando oportunidades no meio de campo, também não viaja ao Equador.

Quatro jogadores que não foram convocados para o Gre-Nal retornam ao grupo: o goleiro Paulo Victor, o zagueiro David Braz, o lateral-direito Victor Ferraz e o atacante Everton. Os três últimos, inclusive, saíram da lista definitiva de inscritos para o Gauchão.

O elenco treina nesta segunda e terça-feira já em solo equatoriano. A principal dúvida fica em quem será o companheiro de Matheus Henrique no meio-campo. A tendência é que Darlan seja o escolhido.

A delegação embarcou primeiro para Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. Depois, seguiu viagem para Quito, no Equador. O retorno também será em voo fretado e o desembarque em Porto Alegre ocorrerá por volta das 11 horas de quinta-feira.

Carol Portaluppi publicou story no Instagram com o pai