Colorado 07/04/2021 10h43

Inter precisará vender jogador para pagar contas

Apesar do cenário delicado, a direção atual, que tomou posse em janeiro, tem como meta fechar 2021 sem déficit

O maior saldo negativo já registrado até hoje pelo Inter foi em 2017, quando o rombo bateu na casa dos R$ 62 milhões. Porém, as contas de 2020 estão na fase de análise por uma auditoria independente, mas a estimativa é que o déficit atinja R$ 90 milhões. Ainda neste mês, a direção colorada apresentará ao Conselho Deliberativo o balanço do ano passado.

O presidente Alessandro Barcellos alertou que é fundamental que o clube venda ao menos um jogador para que dívidas sejam pagas. “Nosso objetivo é estancar essa dívida e buscar o equilíbrio financeiro, mas também é olhar para frente, em uma ideia que temos permanentemente, que é de não depender mais da venda de jogadores, como alguns clubes do Brasil já fazem com superávit e receitas recorrentes, algo que não acontece hoje no Inter”, destacou. “Precisamos vender jogador para pagar a água, a luz, o dia a dia. Queremos que isso acabe no Inter. Seguiremos vendendo jogadores para o Brasil e para o mundo, mas reinvestir este dinheiro para seguir fazendo boas equipes”, complementou.

Sobre o técnico Miguel Ángel Ramírez, Barcellos enalteceu o início do trabalho. Para ele, o Gre-Nal 430 foi equilibrado. “As nossas chances foram a partir de jogadas trabalhadas neste novo modelo de jogo, e isso dá uma noção de aperfeiçoamento. Tomamos o gol de uma bola tradicional do Grêmio, este corte para dentro com chute certeiro. O resultado foi 1 a 0 mas poderia ter sido empate ou vitória nossa”, avaliou.

O Colorado esteve perto de abrir o placar com Praxedes, no primeiro tempo, e Lucas Ribeiro, na etapa complementar, mas acabou esbarrando na defesa gremista e na falta de pontaria. Além da chegada dos jovens na área adversária, ambos originalmente de funções defensivas, o presidente elogiou a saída de bola composta pelos dois zagueiros e Rodrigo Dourado. “O que chamam de demora tem o objetivo de sair de forma controlada, sem risco de que o adversário recupere ali. Essa saída da primeira linha já tem funcionado. Temos que melhorar ainda na segunda e terceira, principalmente nesta última, por ser mais próxima do gol adversário”, considerou.


Danilo Fernandes passa por cirurgia na coluna

Danilo Fernandes, goleiro de 33 anos que está no Beira-Rio desde 2016, passou por cirurgia na coluna, para tratamento de hérnia de disco. A previsão inicial é que o atleta fique quatro semanas sem poder trabalhar. Segundo o estafe do jogador, operação foi “procedimento rápido” que tinha como objetivo terminar de uma vez por todas com as lesões e desconfortos musculares que Danilo apresentava na coluna vertebral.


Saravia comemora fase final de recuperação

Lesionado desde setembro de 2020, Renzo Saravia está na reta final de sua recuperação. Após realizar uma cirurgia de reconstituição do ligamento cruzado do joelho direito, o argentino passa nesse momento por trabalhos de retreinamento com a preparação física colorada. De acordo com o Inter, o atleta está realizado trabalhos de transição da parte física para iniciar as atividades com bola. O seu retorno aos gramados ainda não está previsto pelo departamento médico colorado. “Estou feliz de estar de estar na reta final de minha recuperação. Estou treinando bem, fazendo trabalhos físicos, trabalhando forte para estar bem na etapa final e logo estar com a equipe. A parte mais difícil já passou. Foi uma lesão muito grave”, recordou o atleta.