Clima tenso 03/02/2018 19h44

Confusão marca coletiva de Andrés Sanchez como novo presidente do Corinthians

Depois de sofrer tentativa de agressão e uma "cervejada" no rosto após o anúncio da vitória, teve de se esconder no banheiro feminino

Poucos minutos após ser eleito novo presidente do Corinthians, neste sábado, 3, Andrés Sanchez já começa a enfrentar as primeiras dificuldades em seu novo mandato no comando do clube. Enquanto concedia coletiva de imprensa após a apuração dos votos, o dirigente foi alvo de protestos vindo de torcedores revoltados com o resultado pleito e um deles chegou a arremessar cerveja em direção ao novo presidente, que interrompeu a coletiva logo depois. Uma confusão tomou conta do ginásio do Parque São Jorge, obrigando-o a se proteger no banheiro feminino.

Assim que foi anunciado o resultado da eleição que deu vitória a Andrés Sanchez, torcedores ficaram revoltados, acusando o novo mandatário de compra de votos. Logo os protestos deram início a uma confusão generalizada.

Ao correr da confusão, Andrés chegou a cair, mas logo levantou e procurou se proteger no banheiro feminino, onde ficou até a chegada da Polícia Militar, que o escoltou até o estacionamento. Mesmo durante seu refúgio, o tumulto continuou nas dependências do ginásio.

No trajeto de Andrés até o estacionamento, mais confusão. Torcedores trocaram empurrões, socos e agrediram alguns jornalistas. Os ânimos só foram acalmados quando o presidente conseguiu chegar ao seu carro. Um cordão policial foi feito na frente do estacionamento. No lado de fora, torcedores gritavam xingamentos e prometiam que não dariam paz para o novo mandatário.

Andrés Sanchez foi eleito para o seu segundo mandato como presidente do Corinthians ao vencer a eleição deste sábado com 1235 votos. O segundo lugar ficou com Paulo Garcia, que teve 834 votos. Em seguida vieram Roque Citadini com 803 votos, Felipe Ezabella com 461 votos e Romeu Tuma Jr. com 278 votos.