Despedida

Alpinista que morreu durante rapel é sepultado em Porto Alegre

Corpo de Ronei Marcelino Pinto, de 47 anos, foi enterrado no Cemitério de Belém Novo

O sepultamento de Ronei Marcelino Pinto, de 47 anos, morto no último fim de semana, quando um grupo de pessoas sofreu um ataque de abelhas durante a prática de rapel na cascata de Maquiné, no Litoral Norte, ocorreu na manhã desta terça-feira, 25, no Cemitério de Belém Novo, no extremo Sul de Porto Alegre. O local foi escolhido porque ele nasceu na região e a família mora lá, conforme a Rádio Guaíba. 

Já o corpo de Jean Carlos Machado Lopes, de 41 anos, foi levado para Santana do Livramento, na Fronteira Oeste, de onde ele era natural. O sepultamento ocorreu às 15 horas no cemitério municipal da cidade.

O caso

No último sábado, 24, um grupo de praticantes de rapel foi atacado por um enxame de abelhas enquanto fazia a descida da Cascata da Melissa, na localidade de Barra do Ouro, no interior de Maquiné. Das 12 pessoas que acamparam no local, sete saíram para praticar rapel na região.