Alerta 26/12/2018 15h49

Confira quais praias estão impróprias para banho no Estado e Santa Catarina

No Rio Grande do Sul, aumentou o número de locais em que o banho não é indicado

Relatórios divulgados recentemente por órgãos do meio ambiente mostram a situação das praias no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. De acordo com a Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), o número de locais impróprios para banho aumentou na última semana, de 12 para 15. Em contrapartida, no estado catarinense a balneabilidade melhorou, conforme apontou o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA).

Rio Grande do Sul

Segundo o relatório, sete pontos sem condições de banho são: Praia Nova (Rio Jacuí, em Cachoeira do Sul); Praia Passo Real (Rio Ibicuí, em Dom Pedrito); Praia Carlos Larger (Rio Pardo, em Candelária); Balneário de Mata (Rio Toropi, no município de Mata); Balneário Distrito de Ernesto Alves (Rio Ibicuí, em Santiago); Praia da Barrinha, em São Lourenço do Sul, e Balneário Rebelo, em Tapes.

LEIA MAIS: Um guia para quem vai pegar a estrada rumo ao Litoral Norte

Outros oito pontos impróprios para banho estão localizados na Praia do Laranjal, em Pelotas, Santo Antônio – Restaurante, Balneário dos Prazeres, Colônia Z-3, Valverde – Pontal da Barra, Valverde Trapiche, Valverde Aki Pizza, Santo Antônio – Rua Bagé e Santo Antônio – Avenida Rio Grande do Sul. A coleta e monitoramento realizada em Pelotas é de responsabilidade do Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas (Sanep). Nenhum dos pontos impróprios está localizado no Litora Norte.

Santa Catarina

No total, 78,5% dos pontos analisados estão próprios para banho. Em Florianópolis, dos 75 locais averiguados, em 80% recomenda-se o mergulho. No restante do litoral, dos 144 pontos, 112 apresentam condições favoráveis para banho.

>> CLIQUE AQUI E CONFIRA A SITUAÇÃO DE CADA PRAIA 

Em relação ao relatório anterior, divulgado no dia 14 de dezembro, cinco pontos passaram da condição de impróprio para próprio (um em Florianópolis, um em Garopaba, um em Itapema, um em Joinville e um em Piçarras). Na contrapartida, quatro pontos passaram de próprio para impróprio (dois em Balneário Camboriú, um em Florianópolis e um em Penha).

O IMA realiza coletas e análises em 219 pontos dos 500 quilômetros da costa catarinense. Os ensaios são efetuados nos municípios de Araranguá, Bal. Arroio do Silva, Bal. Gaivota, Bal. Camboriú, Bal. Rincão, Barra Velha, Biguaçú, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Gov. Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Balneário Piçarras, Porto Belo e São José.