Embate 06/09/2019 22h37 Atualizado às 18h54

Livro provoca polêmica na Bienal

Obra foi considerada imprópria pelo prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella

Um livro publicado há dois anos esteve no centro de um embate político e jurídico nessa sexta-feira, 6, no Rio de Janeiro. A obra Os Vingadores, a Cruzada das Crianças, que tem a imagem de um beijo entre dois personagens masculinos, foi considerada imprópria pelo prefeito do Rio, Marcelo Crivella, que determinou o recolhimento dos exemplares.

O prefeito ainda insistiu que fossem usados lacres e advertências no caso de obras voltadas ao público infantil. A Bienal recorreu à Justiça contra a orientação e pediu a garantia do “pleno funcionamento do evento”.

À noite, o desembargador Heleno Ribeiro Pereira Nunes, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), concedeu liminar para impedir a apreensão de livros de qualquer conteúdo em exposição e venda na feira. O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse que não viu “nada de mais” nas obras e defendeu que, em pleno século 21, é preciso ter uma “visão tolerante de mundo”.