Insetos monitorados 23/06/2020 10h05 Atualizado às 15h09

Argentina alerta fronteira gaúcha para nuvem de gafanhotos

A extensão da nuvem detectada pode chegar a dez quilômetros e os insetos podem causar danos principalmente em pastagens

O Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agro-Alimentar (Senasa), do governo da Argentina, confirmou que uma nuvem de gafanhotos, vinda do Paraguai, avança por províncias da Argentina e pode chegar à fronteira gaúcha. A nuvem é monitorada desde o dia 28 de maio.

Segundo autoridades argentinas, na noite dessa segunda-feira, 22, a nuvem de insetos estava em Perugorría, cerca de 200 quilômetros a Oeste de Uruguaiana. A tendência, conforme o Senasa, é de que a nuvem se desloque nesta terça em direção ao Sul da Argentina, mas dependerá das condições climáticas.

O Senasa afirma que a nuvem se moveu quase 100 quilômetros em um dia devido às altas temperaturas e ao vento. A extensão da nuvem detectada pode chegar a dez quilômetros e os insetos podem causar danos principalmente em pastagens.  Tempo frio e chuvoso é aguardado pelas autoridades para frear o avanço dos gafanhotos.

LEIA TAMBÉM: MEMÓRIA: nuvens de gafanhoto