DESFALQUE 29/06/2020 14h47

Auxílio emergencial: fraudes geram prejuízo de R$ 60 milhões

Falhas na poupança digital e no aplicativo “Caixa Tem” tem permitido que criminosos acessem as contas dos beneficiários e usem o dinheiro que não lhes pertence

Uma série de fraudes em saques e pagamentos com recursos do auxílio emergencial já leva a Caixa a amargar um prejuízo de mais de R$ 60 milhões. Falhas na poupança digital e no aplicativo “Caixa Tem”, entre outras brechas, têm permitido que criminosos acessem as contas dos beneficiários e usem o dinheiro que não lhes pertence. O valor do desfalque seria suficiente para pagar a cota de R$ 600,00 do benefício a mais de 100 mil brasileiros.

LEIA MAIS: Auxílio emergencial: como conferir se o CPF foi usado em uma fraude

A instituição detectou que algumas contas estão sendo acessadas indevidamente, por pessoas que não são as beneficiárias do auxílio. Como o calendário de saques impôs restrições, os fraudadores têm ampliado sua forma de atuação e usam o dinheiro para quitar boletos, fazer pagamentos com QR code (uma espécie de código de barras) ou utilizam o cartão virtual da poupança digital.

Diante das reclamações, a Caixa tem reembolsado os beneficiários que foram vítimas do golpe, mas precisará arcar com o prejuízo. O problema ocorre depois de a Caixa decidir abrir contas de poupança digital para todos os beneficiários, inclusive aqueles que haviam indicado contas já existentes para receber o benefício, e levou a um jogo de empurra nos bastidores do banco. Nenhuma área quer assumir a responsabilidade pelas perdas.

LEIA MAIS
Coronavírus também gera epidemia de golpes

ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS